Campo Grande/MS, Domingo, 09 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sábado, 11 de Julho de 2020, 10h:51
Tamanho do texto A - A+

Simone Tebet defende reforma tributária e a desoneração da folha de pagamento

Na "Live JR", senadora também defendeu o projeto que prevê mudanças no apoio a mulheres vítimas de violência

Hélder Rafael
Capital News

Reprodução

Senadora Simone Tebet no Roda Viva

 

"No Brasil custa muito caro manter o trabalhador, os encargos são muito grandes, 40% de tudo que o empregador paga é encargo. Temos que fazer com que as empresas sejam competitivas", afirmou a senadora pelo Mato Grosso do Sul e primeira mulher a presidir a Comissão de Justiça do Senado Federal. 

 

Simone sugeriu uma reforma que traga outra forma de tributação, focada apenas nos lucros e dividendos. Tebet falou ainda sobre privatização: "Nem tudo que é estatal precisa ser satanizado, e nem tudo que é privado precisa ser santificado". A Senadora considerou dividir por etapas as privatizações. "Primeiro, as menores, numa segunda etapa as maiores, e numa terceira, se quiser, discutir as que estão dando lucro".

 

Além das questões econômicas, na "Live JR" de hoje, entrevistada pelos jornalistas Eduardo Ribeiro, Celso Freitas e Christina Lemos, da Record TV, Tebet mostrou-se preocupada com o aumento de 22% nos crimes de feminicídio. A Senadora disse que pautas relacionadas ao combate à violência contra a mulher costumam passar unanimidade e lembrou que cinco ou seis projetos sobre esse tema foram aprovados somente durante a pandemia.

 

Agora há um novo projeto no Senado, aprovado pela Câmara, que prevê um trânsito rápido tanto na apuração quanto no julgamento de crimes de feminicídio. 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix