Campo Grande/MS, Domingo, 09 de Maio de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Domingo, 18 de Abril de 2021, 10h:52
Tamanho do texto A - A+

Vereador debate parcerias de incentivo à leitura com o Sesc-MS

Ronilço Guerreiro busca ampliar o projeto da Gibiteca de Campo Grande

Lethycia Anjos
Capital News

Divulgação/CMCG

Vereador debate parcerias de incentivo à leitura com o Sesc-MS

Projeto visa desenvolver a criatividade das crianças

Em reunião realizada na última sexta-feira (16) na Gibiteca de Campo Grande, o Vereador Ronilço Guerreiro (Podemos), discutiu novas parcerias relacionadas a projetos de incentivo à leitura com a diretora regional do Serviço Social do Comércio (Sesc), Regina Ferro.

 

Na ocasião, o vereador apresentou o espaço físico da gibiteca e detalhou os projetos desenvolvidos. “Aqui temos um trabalho social importante que é desenvolver a criatividade nas crianças e vamos para todos os bairros e terminais de ônibus da cidade. Já realizamos muitos projetos, mas precisamos ampliá-los e uma parceria com SESC seria de extrema importância”, explicou via assessoria.

 

De acordo com o vereador, semanalmente cerca de 2.500 livros são enviados às bibliotecas públicas instaladas nos terminais de ônibus de Campo Grande. “A pandemia tem atrapalhado projetos como livros carentes e a freguesia do livro, mas estamos otimistas que logo teremos condições de voltar para as ruas. Estamos utilizando os terminais para deixar os livros mais perto das pessoas e a aceitação é muito grande”, ressaltou Guerreiro.

 

A diretora regional do Sesc, Regina Ferro enfatizou que a instituição está à disposição para apoiar os projetos. “Não tenho dúvida que nosso DNA é parecido, a missão do SESC é de fomentar educação e cultura. Nossa marca precisa estar próxima das pessoas e apoiar projetos da Gibiteca é algo que tem tudo para acontecer. Vamos analisar onde podemos entrar e nos próximos dias vamos nos reunir novamente”, destacou via assessoria.

 

Para Regina Ferro o fomento a projetos de incentivo à leitura é essencial neste período de pandemia. “Temos que levar a cultura para a comunidade, deixar mais próxima das pessoas. Acredito que neste período de aula remota temos que ampliar o acesso das crianças aos projetos lúdicos, melhorar a parte digital, e acredito que podemos fazer um projeto muito legal”, finalizou a diretora .

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix