Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sexta-Feira, 11 de Setembro de 2020, 14h:36
Tamanho do texto A - A+

Vereador quer que Procon-MS fiscalize empresas de materiais de construção

Devido a prática de preços abusivos

Laryssa Maier
Capital News

Deurico/Capital News

Chiquinho Telles vê possibilidade de aliança com Vereador Pastor Jeremias para melhorias nas Moreninhas

Chiquinho Telles

Diversas reclamações chegaram ao gabinete do líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Chiquinho Telles (PSD), com relação a algumas empresas de materiais de construção, principalmente àquelas localizadas em bairros mais distantes, denunciando-as pela prática de preços altos na comercialização de seus produtos.

 

Conforme ofício encaminhado pelo vereador Chiquinho Telles à Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), que tem como titular Marcelo Monteiro Salomão, pessoas físicas, pequenos construtores e até profissionais que trabalham em obras argumentam que, em período de três meses, determinados produtos dobraram, e alguns até triplicaram de valor. “Entre os produtos que tiveram aumento exorbitante é o mais vendido, o tijolo. Os preços subiram ‘monstruosamente’. Há 15 dias, material de construção que se encontrava em torno de R$ 500 a R$ 600, hoje está sendo vendido a R$ 900, sacrificando um setor que não parou durante a pandemia”, indignou-se.

 

De acordo com assessoria, para Chiquinho Telles, é necessário que o Procon-MS fiscalize e verifique os motivos que levaram os comerciantes do setor da construção civil a praticarem preços tão elevados em curto espaço de tempo, visto que “sabemos que a lei da oferta e da procura é um princípio básico para determinação de preços no mercado, no entanto, aproveitar-se de momentos vividos pela população, tal como a pandemia do coronavírus, é desrespeitar o consumidor”.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix