Campo Grande/MS, Sábado, 24 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 12h:31
Tamanho do texto A - A+

Vereadores retiram assinatura de projeto da Taxa de Lixo e causam discussão em plenário

André Salineiro utilizou o microfone para questionar retirada de assinatura de parlamentares e a não votação do projeto nesta terça-feira (12).

Flavia Andrade
Capital News

Izaias Medeiros/Câmara

Vereadores da capital e interior se unem para cobrar Energisa sobre alta nas contas

Vereadores tiram assinatura de Projeto

 

Parlamentares utilizaram o microfone para retirada de assinatura de projeto de Lei que foi colocado em regime de urgência sobre a Taxa de Lixo na Capital. Entre eles, o vereador Carlão, Pastor Jeremias e Betinho solicitaram a retirada, sendo essa prontamente atendida pelo presidente em exercício vereador Eduardo Romero. 

 

A justificativa dos parlamentares foram a necessidade de uma ampla discussão sobre o tema, para que então seja colocado em votação o projeto referido. Desatento, o vereador André Salineiro, um dos autores do projeto, solicitou a palavra ao microfone, declarando poucos minutos após a fala dos colegas que : “Presidente, fui informado que vereadores retiraram a assinatura de um projeto, gostaria de saber qual o projeto”, ao ser informado pelo presidente em exercício vereador Eduardo Romero o número do projeto, parlamentar se exaltou : “ Gostaria de saber quais são os parlamentares que retiraram as assinaturas e solicitar a Casa uma justificativa as pessoas que estiveram aqui durante a votação para que sejam informados os motivos”. O presidente segue chamando a atenção do vereador André Salineiro, “O senhor deveria prestar atenção a sessão, pois os colegas que fizeram a retirada das assinaturas justificaram dizendo a necessidade de ampliar a discussão sobre o projeto e então realizar a votação, não quer dizer que não haverá a votação, porém, há a necessidade de uma discussão maior. O senhor pode conversar com cada um separadamente e entender os motivos”. 

 

Com isso causou um certo desgaste na sessão, sendo necessário a intervenção da Mesa Diretora para finalizar o assunto, uma vez que o assunto não entrou em pauta em regime de urgência, uma vez que não havia o número de assinaturas necessárias para que fosse discutido.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix