Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019, 11h:59
Tamanho do texto A - A+

Agricultores já colheram 90% da safra de milho

Colheita pode chegar a 11,475 milhões de toneladas

Laryssa Maier
Especial Capital News

Divulgação/ Agência Brasil

Agricultores ja colheram 90% da safra de milho

Até o dia 16 de agosto, as máquinas já haviam avançado por 92,8% dos 2,173 milhões de hectares cultivados

No Mato Grosso do Sul, a colheita da segunda safra do milho entrou na reta final. Até o dia 16 de agosto, as máquinas já haviam avançado por 92,8% dos 2,173 milhões de hectares cultivados. Produtividade média de 88 sacas por hectare, a estimativa de produção é de 11,475 milhões de toneladas. Se caso confirmada, será recorde no Estado.  

 

Segundo Dourados News, no Boletim Casa Rural, divulgado pela Aprosoja-MS (Associação dos Produtores de Soja) na terça-feira (20). A partir de “contatos com empresas de assistência técnica, sindicatos rurais e empresas privadas dos principais municípios produtores”, técnicos do Siga MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) constataram que a área colhida é de aproximadamente 2,016 milhões de hectares.

 

“A região norte está com a colheita mais avançada, com média de 99,2%, enquanto a região centro está com 92,1% e a região sul com 91,9% de média”, detalha o levantamento.

 

Na região sul do Estado, Tacuru aparece no boletim com os trabalhos já concluídos, enquanto Batayporã, Caarapó, Coronel Sapucaia, Douradina, Dourados, Fátima do Sul, Itaporã, Itaquiraí, Juti, Laguna Carapã, Maracaju, Nova Andradina e Vicentina entraram na reta final da colheita, com mais de 90% do trabalho feito.

 

Na região centro, Bandeirantes lidera, próximo de 100%, seguido por Jaraguari, Terenos, Campo Grande, Terenos, Rio Brilhante, e Sidrolândia. Nova Alvorada do Sul está abaixo da média, pouco acima de 80%.

 

Amambai, Anaurilândia, Bela Visa, Eldorado, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Ivinhema, Jardim, Jateí, Mundo Novo, Naviraí, Ponta Porã e Sete Quedas passam de 80%. Ainda nessa região, o município produtor mais atrasado é Bonito, com 60%.

 

Já na região norte, Alcinópolis, Camapuã, Chapadão do Sul, Costa Rica, Coxim, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste e Sonora estão na iminência de finalizar a colheita do milho segunda safra, com índices próximos de 100%.

 

No início da safra, a Aprosoja-MS estimava em 9,552 milhões de toneladas a produção do milho, mas elevou essa projeção para 10,127 milhões de toneladas e desde o levantamento anterior, do dia 14 de agosto, a mantém em 11,475 milhões de toneladas.

 

“Foi realizado o trabalho de mapeamento de uso e ocupação do solo por meio de sensoriamento remoto para a segunda safra de milho 2018/2019. A partir das imagens, verificou-se que houve aumento da área plantada em 19,81% em relação à safra 2017/2018, alcançando assim, uma área plantada de aproximadamente 2,173 milhões de hectares. A produtividade média considerada para o estado ainda é de 88 sc/ha até que se encerre a colheita para que o valor seja consolidado, o que confere produção aproximada estimada de 11,475 milhões de toneladas”, aponta o Boletim Casa Rural.

 

Essa projeção da entidade sul-mato-grossense é mais otimista do que a apresentada pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) no levantamento divulgado dia 8. Mesmo apontando que Mato Grosso do Sul deverá colher 9,9 milhões de toneladas de milho nesta segunda safra, revela que esse volume coloca o Estado como terceiro maior produtor do cereal no Brasil, atrás apenas de Mato Grosso (31,1 milhões de toneladas) e Paraná (13,6 milhões).

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix