Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Quinta-Feira, 14 de Maio de 2020, 12h:58
Tamanho do texto A - A+

Agricultura mantém exportações em alta em MS e deve impulsionar economia no pós-pandemia

Aprosoja diz que pandemia não impediu o avanço das comercializações

Hélder Rafael
Capital News

Edemir Rodrigues/ MSGOV

Mato Grosso do Sul alcança terceira melhor economia do país

 

Celulose e soja em grãos se consolidaram como os principais produtos exportados por Mato Grosso do Sul, entre janeiro e abril de 2020. Os dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, apontam que a oleaginosa, sozinha, movimentou mais de US$ 524 milhões. 

 

Segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho de MS (Aprosoja/MS) a pandemia não impediu o avanço das comercializações e a agricultura será suporte para diversas outras atividades.

 

“A retomada já está ocorrendo. O setor rural não parou de produzir nesse período de quarentena e toda a parte do pré e pós-plantio estão em funcionamento, contribuindo para que diversos setores continuem operando. Acreditamos que estamos em pleno vapor”, explica o presidente da Aprosoja/MS, André Figueiredo Dobashi.

 

De acordo com Renata Farias Ferreira da Silva, economista da Aprosoja/MS, em abril deste ano houve um aumento nas exportações de soja de cerca de 104 mil toneladas, um avanço de 15% em relação a março. Comparando com abril de 2019, o aumento foi ainda maior, de 38%. 

 

“Mato Grosso do Sul costuma apresentar menores taxas de exportação nos meses seguintes a março, isso não demonstra um mercado em crise, apenas uma tendência já conhecida devido a fatores externos, como clima e o início da safrinha. Mas em 2020 nos deparamos com uma elevação nas exportações, fato que demonstra um setor em plena atividade e com perspectivas positivas de atender ao mercado interno e externo”, pontua Renata.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix