Campo Grande/MS, Domingo, 07 de Março de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2021, 16h:07
Tamanho do texto A - A+

Indústria de fios de algodão é ampliada em MS

Investimento total no município se aproxima dos R$ 90 milhões

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Assessoria

Exportação de algodão rende US$ 428,117 mi neste ano

Algodão

 

Cooperativa Copasul vai ampliar a indústria de fios de algodão no município de Naviraí, com a contratação de quase R$ 70 milhões em recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) aprovados na primeira reunião de 2021. O investimento total no município se aproxima dos R$ 90 milhões.

Durante a primeira reunião do ano, o conselho aprovou R$ 330 mil para aquisição de máquinas para a unidade de Naviraí, com valor total do investimento de R$ 414 mil. Em Batayporã, a cooperativa vai construir uma unidade armazenadora de grãos com capacidade estática para 27 mil toneladas, para isso contraiu R$ 20 milhões em recursos do FCO que serão investidos na aquisição de máquinas e equipamentos, obras civis, instalações elétricas, infraestrutura e equipamentos.

O valor total do investimento é de R$ 30,6 milhões e deve gerar 13 empregos diretos e 30 temporários. Além de empreendimentos físicos, a Copasul segue com os projetos de novos negócios, e atua junto à fecularia para novas ações de consolidação da Tapioca Copasul no mercado, além da possibilidade de lançamento de novos produtos.

A construção da Fiação II vai ampliar a capacidade de produção para 7,2 mil toneladas/ano de fios 100% algodão por ano entre outros produtos. Conforme a Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro),a  previsão é de gerar 80 empregos diretos e consolidar a unidade como uma das grandes fiações do Brasil. As obras devem terminar até o fim de 2021 e a produção comercializada com empresas de São Paulo, Santa Catarina e Paraná.

Procoop
O Programa Estadual de Desenvolvimento e Fortalecimento do Cooperativismo em Mato Grosso do Sul (Procoop) tem como objetivo fomentar um ambiente favorável ao desenvolvimento e ao fortalecimento das cooperativas no território sul-mato-grossense. No âmbito do FCO o Governo, por meio da Semagro, atuou para que as cooperativas de crédito pudesse operar os recursos do fundo. Atualmente o Estamos o setor de cooperativas é responsável por 10% do PIB estadual e os principais investimentos.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix