Campo Grande/MS, Terça-Feira, 24 de Novembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Domingo, 22 de Novembro de 2020, 11h:32
Tamanho do texto A - A+

MS apresenta aumento de 35% da exportação de peixe

Entre janeiro e outubro, foram exportados 942 mil quilos

Laryssa Maier
Capital News

PMA/ Portal MS

Está proibida a pesca em todos os rios que cortam o território do Estado

 

De acordo com levantamento do Departamento Técnico do Sistema Famasul, neste ano foram exportados 942 mil quilos de tilápia. A exportação de peixes em Mato Grosso do Sul, entre janeiro e outubro de 2020, teve um crescimento de 35% em comparação ao mesmo período de 2019.  Esse é o tema da editoria #MercadoAgropecuário desta semana.

 

 Em 2019, foram exportados 700 mil quilos do pescado. Com base em dados do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), no período, a arrecadação com as vendas para outros países aumentou 11,5%, passando de US$ 4,3 milhões em 2019 para US$ 4,8 milhões em 2020.

 

 Outro lado da moeda - Enquanto a produção e exportações segue em alta, os valores dos insumos pagos pelos produtores em Mato Grosso do Sul também sobem. Conforme pesquisa realizada com piscicultores atendidos pela ATeG (Assistência Técnica e Gerencial) do Senar/MS, a ração de peixe teve um aumento de 65% nos últimos meses.

 

Segundo a assessoria, entre os tipos de ração o aumento apresenta ainda mais variações. O preço da ração inicial subiu 35%, a de crescimento animal 65%, e a de terminação 70%. “Essa alta ocorre devido ao aumento no preço dos principais insumos que compõem a ração. É recomendável que o piscicultor precisa aumentar a eficiência dentro da porteira para garantir o lucro na hora da venda do peixe”, orienta André Nunes, coordenador de ATeG Piscicultura.

 

 Produção - De acordo com o IBGE, em todo o estado, foi registrado um salto de 30% na produção de peixes em 2019, quando comparado a igual período de 2018. Foram mais de 18,1 mil toneladas frente a 13,9 mil toneladas produzidas no ano anterior. O município de Angélica foi o mais representativo nesta expansão, com 3.625% no período. Também foi considerável a arrecadação co0m a produção, de 22%, um avanço de R$ 83,4 milhões para R$ 101,6 milhões.

 

O ranking de produção de peixes é liderado pela tilápia com 34,1 mil toneladas, que é a espécie exportada pelo estado, seguido do pacu e patinga na mesma posição com 1,3 mil toneladas, e do pintado em terceiro com 428 toneladas produzidas.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix