Campo Grande/MS, Sábado, 26 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 10h:58
Tamanho do texto A - A+

MS pode sofrer com alta do milho

A previsão é que até o final do ano a mercadoria continue inflacionada

Norton Soares
Capital News

Deurico/Capital News

Foto ilustrativa de milho, grãos, agronegócio, safrinha

Milho está em alta dês do ano passado

Os preços do milho correm risco de aumentar no mercado interno brasileiro, conforme levantamento da Scot Consultoria. Afetando diretamente o Mato Grosso do Sul, a demanda do produto está aquecida e as expectativas de estoques são menores em 2019/2020.

 

A região Sul do país está passando por um período de estiagem, com muito calor e falta de chuvas, principalmente no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Podendo acarretar a perdas de lavouras de milho na primeira safra.

 

A Scot Consultoria avaliou que uma saca de 60 quilos está cotada em R$51,00, sem o frete, na região de Campinas-SP.

 

Em janeiro, houve um aumento de 3,7%, do cereal, em relação ao mês anterior. Já comparando com janeiro do ano passado, o aumento chega a 25,9% mais caro.

 

A previsão é que os preços se mantenham inflacionados pelo resto do ano, podendo até subir mais no segundo semestre.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix