Campo Grande/MS, Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019, 12h:09
Tamanho do texto A - A+

Safra de milho pode ultrapassar 11 milhões de toneladas

Nas previsões iniciais deveria superar 10 milhões de toneladas

Elaine Silva
Capital News

Deurico/Capital News

Colheita de milho

Reajuste de aérea plantada é o motivo do aumento na safra

A safra recorde de milho deste ano deve resultar numa colheita de 11.475 milhões de toneladas de milho, o volume é  46,4% maior do que o colhido na safra passada com a mesma cultura: 7,838 milhões de toneladas.

De acordo com os dados divulgados pelo Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (SIGA/MS), o fator que deve resultar na elevação do volume colhido de milho é devido o ajuste na área plantada. Até a semana anterior a soma das lavouras totalizava 1.918 milhões de hectares. Segundo a assessoria com a inclusão de novas lavouras – que somam 255 mil hectares – a área total do milho em Mato Grosso do Sul para essa safra chega a 2.173 milhões de hectares. “Foi realizado mapeamento de uso e ocupação do solo por meio de sensoriamento remoto a partir de imagens”, relata o boletim do SIGA/MS. Desta forma ajustou-se a área e se chegou aos novos números.

A Região Norte está com quase toda a safra colhida (97%), enquanto na Região Centro a colheita já chega a 79,7% e na Região Sul, 75,9% das lavouras. O ritmo da colheita, neste ano, está mais adiantado que nos anos anteriores. Na safra passada, nessa época do ano, pouco mais da metade das lavouras já estava colhida. O tempo bom é apontado como fator preponderante tanto para antecipação do plantio (até 15 de março 90% das lavouras já estavam plantadas) quanto para o ritmo da colheita, tendo em vista que não chove em quase todo o Estado há 45 dias.

SIGA
O SIGA/MS é o Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio criado pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e mantido em parceria com a Aprosoja/MS. Há 5 anos, o Sistema monitora lavouras com informações precisas, atualizadas e regionais colhidas por técnicos que visitam os produtores rurais. Os dados são transformados em boletins semanais que ajudam o agricultor na tomada de decisões sobre a melhor área, hora de plantio e colheita.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix