Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 01 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Quinta-Feira, 23 de Julho de 2020, 13h:41
Tamanho do texto A - A+

Aumentos nos casos de dengue e óbitos preocupam em Dourados

CCZ aumenta ações de prevenção em bairros e distritos

Rogério Vidmantas
Capital News

Assecom

Dengue

Ações de prevenção estão sendo intensificadas em Dourados

O foco tem sido a pandemia da covid-19, mas outras doenças também preocupam. Em Dourados continua alto o índice de notificações da dengue apesar do trabalho constante do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) no combate e prevenção ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya, em todos os bairros e distritos.

 

A coordenadora do CCZ, a bióloga Rosana Alexandre da Silva, disse que a dengue já causou a morte de três pessoas neste ano em Dourados. Ela alerta que a população não deve se esquecer dos cuidados para prevenir a doença. “Estamos em um momento que os cuidados com o coronavírus estão muito visados e não poderia ser diferente, claro, diante de uma pandemia. No entanto, as pessoas não podem esquecer que o mosquito também pode gerar morte e as recomendações são claras e já conhecidas de se evitar recipientes que possam acumular água no quintal”, ressalta.

 

Somente este ano, conforme a coordenadora do CCZ, foram 2.091 casos notificados de dengue em Dourados, com 1.162 casos positivos e três óbitos pela doença. Foram registrados ainda 12 casos confirmados de zika vírus e 47 de chikungunya.

 

Rosana afirma que o trabalho acontece em todas as regiões da cidade e conta com mutirões aos sábados.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix