Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 24 de Julho de 2017 | 14:41
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Segunda-Feira, 20 de Março de 2017, 10h:14
Tamanho do texto A - A+

Reinaldo identifica como ‘estardalhaço’ e transtorno das Entidades o excesso de informação da Operação Carne Fraca

Operação identificou irregularidade em três frigoríficos com unidades de produção em 12 Estados

Flavia Andrade
Capital News

Chico Ribeiro

Reinaldo identifica como ‘estardalhaço’ e transtorno das Entidades o excesso de informação da Operação Carne Fraca

Operação identificou irregularidade em três frigoríficos com unidades de produção em 12 Estados

Durante evento na cidade de Guia Lopes, o governador Reinaldo Azambuja disse que a Polícia Federal, Ministério Público e Justiça prestaram um transtorno ao fazerem “um estardalhaço” diante da operação que identificou irregularidades em três frigoríficos com unidades de produção em 12 estados. 

 

Ainda de acordo com o governador, “não se trata de defender os maus funcionários e empresários corruptos, que devem ser punidos com rigor. O que nos causa preocupação é por que essa pirotecnia, desqualificando toda a carne brasileira. Isso é muito ruim, prejudicial ao mercado e ao país. Será que tem algum pano de fundo nisso tudo? ”, pontua Azambuja.

 

Segundo Reinaldo, “o Brasil já enfrenta resistências de países, como Estados Unidos e Austrália, em razão do crescimento das exportações brasileiras, por isso o superdimensionamento de ‘casos pontuais’ e isolados possa ter alguma razão. não se pode criminalizar toda a carne brasileira por causa de alguns maus funcionários e empresários corruptos, em prejuízo a toda uma cadeia produtiva”, afirma.

 

Governador Reinaldo Azambuja, discursou ainda dizendo que, “há 5 mil frigoríficos em todo o País e se há uma investigação há dois anos os culpados já deveriam estar presos. É um erro da investigação em passar a impressão que todos os frigoríficos agem de má fé em prejuízo ao consumidor. A certificação sanitária no Brasil é reconhecida internacionalmente, a carne produzida aqui é considerada de alta qualidade”, afirmou o governador, lembrando que “a operação monstruosa, como foi passada à imprensa”, não corresponde ao tamanho do mercado e qualidade da carne brasileira”, aponta.

 

Ao finalizar, Reinaldo disse que “ vamos nos reunir com entidades do setor pecuário e avaliar com o Ministério da Agricultura o impacto do estardalhaço da Polícia Federal em uma operação que descobriu irregularidades em uma fração mínima da indústria frigorífica”, conclui governador.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix