Campo Grande/MS, Domingo, 25 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Quinta-Feira, 19 de Dezembro de 2019, 18h:32
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Motociclistas ganham função de trajeto por moto no Google Maps

Por Raphael Granucci

Da coluna Viagens
Artigo de responsabilidade do autor

Recurso ajuda, principalmente, prestadores de serviço que utilizam a moto como meio de transporte

Divulgação

ColunaViagens

Os usuários pediram e o Google atendeu. Desde setembro no Brasil e um pouco antes em outros países é possível obter rotas e tempo de duração do trajeto levando em conta as motocicletas como meio de transporte. As vias para esses usuários costumam ser mais rápidas e anteriormente não era possível estimar o tempo no trânsito. O recurso também permite comparar os trajetos com carro ou moto.

“A gente sabe que carros e motos trafegam de forma diferenciada”, comenta André Kowaltowski, gerente de produto do Google Maps. “Pensando em São Paulo, 15% da frota dos veículos da cidade é de motos. Por isso lançamos essa novidade, o Modo Motocicleta, onde mostramos rotas otimizadas e estimativas diferenciadas de tempo. Usamos a IA para separar o fluxo de trânsito em tempo real, o que anda mais rápido ou mais devagar, para identificarmos o que é moto e o que é carro”, explica.

De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), em 2018 havia 26 milhões de motocicletas no país. A funcionalidade atinge principalmente aqueles prestadores de serviço que trabalham com o veículo sobre duas rodas. Eles fazem entrega de produtos e de comida, além de participar de plataformas como iFood e Ubereats. O recurso pode auxiliá-los a reduzir o tempo de chegada nos destinos. Mas é sempre importante lembrar de que as regras de trânsito devem ser seguidas e a utilização de equipamentos de segurança deve ser respeitada.

O Google Maps agora também conta com o recurso “viajar com segurança”. Com ele, o usuário pode saber se o veículo se distanciou da rota de indicada em 500 metros. É voltada para aquelas pessoas que usam apps de transporte, como Cabify, 99, Uber, entre outros. Se o motorista sair do trajeto proposto, o passageiro pode saber dessa informação imediatamente.

Para usar, é necessário habilitar a função viajar com segurança ao sair do ponto de partida. Para ser informado sobre os desvios, também é preciso ativar a função “Alerta de desvios de trajeto”. Também é possível compartilhar a localização com outras pessoas, como uma medida de segurança.

Atualmente, o Google Maps é o aplicativo de mobilidade mais procurado pelos brasileiros com 62 milhões de buscas entre janeiro e setembro deste ano. O levantamento foi feito pela empresa de marketing SEMrush. Em seguida estão Uber, aplicativo de transporte particular de passageiros, com 7,9 milhões de busca, seguido plataforma BlaBlaCar, focada em caronas de longa distância.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix