Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Educação
Sexta-Feira, 29 de Novembro de 2019, 15h:05
Tamanho do texto A - A+

Deputados estudam ampliar acesso de sul-mato-grossenses à UEMS

Projeto de Lei prevê 20% das vagas reservadas exclusivamente para alunos do Estado

Rogério Vidmantas
Capital News

Chico Ribeiro/UEMS

Uems abre inscrições para Tutores a Distância de cursos EaD

Projeto quer priorizar alunos que fiquem no Estado após a graduação

Parte das vagas oferecidas pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) poderá ser reservada exclusivamente para alunos que morem no Estado. Pelo menos é o que prevê um Projeto de Lei que começou a tramitar na Assembleia Legislativa (ALMS) nesta quinta-feira (28). O objetivo é ampliar o acesso à estudantes locais e estimular a formação de profissionais que permaneçam no Estado após a graduação. 

 

O PL foi apresentado pelo deputado Paulo Côrrea e prevê reserva de 20% das vagas de todos os cursos da UEMS a candidatos que comprovem residência em municípios sul-mato-grossenses por, no mínimo, dez anos ininterruptos. 

 

De acordo com o Reitor da UEMS, Prof. Laércio Alves de Carvalho, o projeto permitirá um preenchimento mais ágil e eficiente das vagas no início do ano letivo. Ele explica que atualmente muitas pessoas de outras regiões do Brasil se candidatam a uma vaga na UEMS, mas boa parte delas não efetiva a matrícula. “Quando isso ocorre, a Universidade inicia as aulas e vai chamando os candidatos da Lista de Espera até que não haja mais vagas disponíveis e, na maioria dos casos, os candidatos que acabam ocupando efetivamente as vagas são os que já residiam no Estado”, diz o reitor. 

 

Segundo o deputado Paulo Corrêa, muitos acadêmicos migram para Mato Grosso do Sul, com o objetivo de conquistar seus diplomas e depois retornam para os locais de origem ou se mudam para outras regiões do país. “A aprovação desse projeto de lei é de interesse público, uma vez que vai possibilitar o aumento do ingresso de cidadãos sul-mato-grossenses na UEMS”, destacou o presidente da ALMS.

 

Ainda de acordo com a proposta, a reserva de vagas se aplicará nos casos de ingresso de acadêmicos por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU), do Processo Seletivo UEMS (PSU) e também para Transferência Externa. O Reitor da UEMS destacou, ainda, que a Universidade já estuda novas formas de ingresso nos cursos de graduação para os próximos anos.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix