Campo Grande/MS, Domingo, 19 de Setembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Terça-Feira, 16 de Março de 2021, 08h:05
Tamanho do texto A - A+

Dourados pode entrar em consórcio de municípios para compra de vacinas

Além de imunizantes, grupo busca ainda facilidades na compra de medicamentos, insumos e equipamentos na área da saúde

Rogério Vidmantas
Capital News

Divulgação/PMD

Dourados

Alan Guedes sancionou o Projeto de Lei imediatamente após a aprovação pela Câmara Municipal

A cidade de Dourados pode entrar no Consórcio de Municípios para compra de vacinas contra a covid-19. Nesta segunda-feira (15), a Câmara Municipal aprovou o Projeto de Lei que permite o ingresso no consórcio público, organizado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), para aquisição direta de imunizantes. A Lei confirma o protocolo de intenções firmado entre cidades de todo Brasil, com finalidade de adquirir vacinas para combate à pandemia do coronavírus, medicamentos, insumos e equipamentos na área da saúde.

 

O PL 032/2021 foi votado e aprovado com acompanhamento do prefeito Alan Guedes (PP) que, imediatamente após a votação dos vereadores, sancionou a Lei. O projeto não cita fabricante, valor e quantidade de doses que serão adquiridas.

 

Segundo o presidente da Câmara, Laudir Munaretto (MDB), o projeto cria condições para que Dourados possa tomar decisões mais ágeis contra a pandemia, inclusive a aquisição de vacinas. “A lei permitirá que o município esteja apto a aderir oficialmente ao consórcio, agilizando essa busca pelas vacinas. Estamos no pior momento da pandemia e é hora de continuar batalhando para vacinar nossa população, pois são centenas de douradenses sofrendo, hospitais lotados e tantas dificuldades geradas. Hoje é um dia histórico e importante. A vacina não chega amanhã, mas é um grande passo dado para conquistarmos esse objetivo de forma mais rápida, podendo ter melhores condições de negociar com laboratórios, procurar outros parceiros, Estados e as opções que forem viáveis para avançarmos”, afirmou o presidente da Câmara.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix