Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, 14h:07
Tamanho do texto A - A+

MS teve cerca de 48 mil casos suspeitos de dengue

O levantamento é apenas para o ano de 2019

Norton Soares
Capital News

Fernanda Carvalho/Fotos Públicas

Foto ilustrativa de mosquito, Aedes aegypti, dengue, vírus zika, chikungunya

Esvazie recipiente com água parada

No último ano, houve 48 mil casos prováveis de dengue no Mato Grosso do Sul, segundo o Boletim Epidemiológico, divulgado pelo Ministério da Saúde. Foram contabilizados também, 178 casos prováveis de chikungunya e 276 de zika.

 

Segundo especialistas, a mudança climática, acúmulo de lixo, saneamento básico precário, assim como recipientes com água parada são os principais motivos para uma ocorrência de Aedes aegypti e as doenças que ele pode transmitir.

 

Segundo o Ministério da Saúde, o principal meio de combater o mosquito é retirando qualquer ambiente propício para sua reprodução. Reservatórios que acumulam água, eliminar os vasos de planta, descartar corretamente embalagens e utensílios, além de manter calhas limpas.

 

Em caso de suspeita de que exista na vizinhança locais que podem estar servindo de criadouro para os mosquitos, é recomendado que uma denúncia a Secretaria Municipal de Saúde seja feita, tomando as devidas providências para que a segurança pública seja mantida.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix