Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 02 de Abril de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Tecnologia
Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 16h:32
Tamanho do texto A - A+

Tecnologia leva êxito para empresas

Inspire-se para que novas ideias surjam na sua cabeça empreendedora e conte com o Sebrae MS

Elaine Silva
Capital News

Arquivo Capital News

Produtos eletrônicos comprados sem nota fiscal geram prisões em Campo Grande

..

Inspire-se nas histórias de empresas que alcançaram o sucesso com ideias inusitadas e que revolucionaram o mercado. Para se destacar no empreendedorismo, muitas vezes você precisa pensar em coisas novas para se arriscar no mercado. Para isso o Sebrae MS separou algumas a história de algumas empresas de sucesso:

 

Spotify

Criado pelos empresários Daniel Ek e Martin Lorentzon, em 2006, na capital sueca Estocolmo. Nesse período, a internet de alta velocidade estava tomando conta em todo mundo e as músicas estavam cada vez mais sendo baixadas ilegalmente - como por exemplo Napster e Pirate Bay.

Na época, o iTunes já tinha cinco anos de atuação no mercado, mas era limitado e caro para os usuários da Apple. Nesse sentido, Daniel que trabalhava em uma empresa que desenvolvia games, Stardoll e Martin com marketing digital, se reuniram para lançar um serviço de música.

 

O Reino Unido foi a primeira região liberada para cadastro gratuito ou por assinatura da plataforma. Em 2010, o Spotify já possuía 10 milhões de músicas em seu banco de dados, chegando perto da sua maior rival na época, o iTunes. Em pouco tempo, o serviço se expandiu para o restante dos países da Europa, apenas em 2010 foram para os Estados Unidos e no final de maio de 2014 que chegou ao Brasil.

 

A plataforma ficou tão popular ao redor do mundo que começou a adicionar serviços ao longo do tempo. Em 2015 foi a vez dos podcasts, em 2016 conteúdos em vídeos, em forma de clipes e documentários.

 

Desde 2006 a 2018, foram registrados 170 milhões de usuários ativos incluindo pagos e gratuitos, mais de 35 milhões de músicas, 2 bilhões de playlists criadas, disponibilidade em 65 mercados e repasse de 9,760 bilhões de dólares em royalties para artistas e gravadoras que possuem seus hits disponíveis no Spotify.

 

Netflix

A companhia existe desde 1997, com o objetivo de ser uma locadora de vídeos online, onde pessoas alugavam pelo site e recebiam os filmes pelo correio. A ideia de um dos fundadores, Reed Hastings, surgiu quando ele teve que pagar uma multa de 40 doláres por ter devolvido um filme em atraso na locadora.

 

Outro fundador da plataforma, Marc Randolph, percebeu que as pessoas compravam mais filmes do que alugavam e foi aí que pensaram em mudar o modelo do negócio para serviços de streaming - como é até os dias atuais.

 

Nesse sentido, ao invés deles concorrerem com as locadoras, que já estavam com os dias contados, resolveram entrar para o mercado de venda e concorrer com grandes lojas, como por exemplo Walmart.

 

Essa mudança aconteceu em 2007, dez anos depois de sua fundação e foi uma ideia bem arriscada, porque na época, muito se investia em DVD e o Blu-Ray. Mas foi o que permitiu o sucesso da marca, que conseguiu firmar um serviço único, até então, e de extremo conforto para quem gosta de se entreter com filmes e séries.

 

Em 2015, alcançou a marca de 57,4 milhões de assinantes em todo o mundo e apenas em 2016 a plataforma se tornou disponível no mundo todo, chegando a mais de 130 países.

Atualmente, para se manter no mercado que se tornou competitivo com diversas outras plataformas sendo criadas - como por exemplo HBO GO e Amazon Prime Video - começou não só a disponibilizar filmes e séries, mas também a produzi-los. Com diversos prêmios faturados e superproduções que viraram fenômenos internacionais, continuam a dominar o mercado de streaming. 

 

Amazon

Na década de 1990, o número de usuários de internet nos EUA crescia 2,3% ao ano e o executivo, Jeff Bezos viu uma oportunidade de negócios a ser explorada. Ele resolveu largar o seu trabalho na Wall Street para montar uma livraria virtual.

 

O objetivo de Bezos era oferecer um serviço 24 horas, com variedade no catálogo e opções de entrega. E em 1995 lançou o e-commerce de livros com mais de um milhão de títulos disponíveis. 

Em menos de três meses, o site da Amazon vendia 20 mil dólares por semana e quase um ano depois, o seu negócio faturou 16 milhões de dólares. Ainda nos anos 90, começou a comercializar CDs, DVDs, fitas e videogames, mas foi nos anos 2000 que dominou o mercado com a criação do Kindle.

 

O livro virtual foi um sucesso mundial, o que tornou a Amazon responsável por 59% do mercado de e-readers no mundo em 2010. Mas o empreendedor continua inovando, além do site onde você pode encontrar e comprar de tudo, também oferece serviço de streaming com o Amazon Prime Video - funcionando de forma similar à Netflix.

 

Uber

Fundada em 2009, na Califórnia, por Garrett Camp e Travis Kalanick. Tudo começou quando os dois tiveram dificuldade em encontrar táxi em Paris, para suprir a demanda de transporte, resolveram criar uma plataforma que solicitasse carros premium para se locomover na cidade.

 

Com a missão de oferecer transporte confiável para as pessoas, a companhia possui diretrizes de respeito, segurança e qualidade de serviço, se diferenciando do modelo de negócios de táxi.

No Brasil, o serviço chegou em 2014, com atuação exclusiva no Rio de Janeiro. Em pouco tempo, foi liberado para as demais cidades e contam com mais de 500 mil motoristas parceiros. 

Com o investimento de grandes empresas, a Uber expandiu a sua área de atuação e também oferece serviços de entrega de alimentos e transporte de carga.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix