Campo Grande/MS, Domingo, 18 de Novembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 02 de Setembro de 2018, 12h:58
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

5 problemas causados por uma dieta com deficiência de proteína

Por Pérola Cattini

Da coluna Bem-Estar
Artigo de responsabilidade do autor

Perda de massa muscular e cabelo estão entre os sinais de falta do nutriente

Istock Photos

ColunaBem-Estar

A deficiência de proteína acontece quando a ingestão do nutriente é insuficiente para suprir as necessidades do organismo. Na África Central e no sul da Ásia, até 30% das crianças recebem pouca proteína na dieta. No Ocidente, o problema não é comum. No entanto, muitas pessoas consomem pouco desse nutriente durante as refeições diárias. Abaixo, confira cinco problemas causados pela falta de proteínas:

 

1 – Perda de massa muscular
Os músculos são grandes reservatórios de proteína. Quando há deficiência do nutriente, o corpo passa a retirá-lo dos músculos esqueléticos para preservar os tecidos e as funções corporais. Com isso, ao longo do tempo, pode haver perda muscular, mesmo no caso de falta de proteína moderada.

 

2 – Pernas e pés inchados
O edema é um termo médico que tem a ver com o excesso de líquido acumulado nos tecidos do corpo. A hipótese mais aceita pelos cientistas é de que o problema aconteça por causa da falta de albumina, principal proteína da parte líquida do sangue (plasma sanguíneo). Ela evita que o líquido se acumule nos tecidos e em outras partes do corpo, como as pernas e os pés. Esse, no entanto, é um sintoma de deficiência severa e muito raro no Ocidente.

 

3 – Risco de fraturas ósseas
Se sua dieta possui uma insuficiência de proteína, há um maior risco de fratura óssea, já que o nutriente está relacionado ao fortalecimento desse tecido. Um estudo feito com mulheres na pós-menopausa chegou à conclusão de que uma maior ingestão de proteína foi associada a um menor risco de fraturas do quadril, com uma redução de 69%.

 

4 – Fome
Um estudo da Universidade de Sydney revelou que a quantidade inadequada de proteína pode provocar fome e maior consumo de calorias, já que o indivíduo passa a procurar novas fontes para se manter alimentado. "Para suprir essa necessidade, você permanecerá comendo até o corpo conseguir mais proteínas, e isso pode fazer com que ingira muito mais calorias que o recomendado", disse a autora do estudo, Alison Gosby. Algumas pesquisas ainda indicam que a ingestão baixa de proteína pode pode levar a ganho de peso e obesidade, mas essa hipótese não é unânime no mundo científico. O que se sabe é que a proteína produz mais saciedade do que carboidratos e gordura.

 

5 – Perda de cabelo
Quando você não ingere proteína suficiente, o corpo pode interromper a produção dos nutrientes nessa categoria que não são essenciais. Nessa lista está a queratina, proteína responsável pela formação do cabelo. Consequentemente, há a perda temporária de fios.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix