Campo Grande/MS, Domingo, 17 de Outubro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 16 de Setembro de 2021, 15h:20
Tamanho do texto A - A+

Após recomendação do Ministério da Saúde, SES continua vacinação em todos os adolescentes

Recomendação incluía apenas menores com comorbidades, deficiência permanente ou que estejam privados de liberdade

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Assessoria

vacina

Vacinação contra a covid-19

Após o Ministério da Saúde revisar a recomendação de vacinação de adolescentes contra a covid-19 e recomendar a vacinação apenas para os adolescentes entre 12 e 17 anos que tenham deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade, a Secretaria de Estado de Saúde (SES), informou por meio de nota nesta quinta-feira (16) que vai continuar a vacinação em Mato Grosso do Sul, para os menores sem comorbidades. “ [...] está mantida a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos de idade, em ordem decrescente de idade, iniciando, pelos que tenham 17 anos, e assim sucessivamente até o limite de 12 anos de idade, com ou sem comorbidades, com o emprego de imunizantes Pfzier”, diz a nota .

 

Em nota técnica publicada nesta quarta-feira (15) pela Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, a pasta citou, entre outros argumentos para revisar a recomendação, o fato de que os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades ainda não estão claramente definidos e que a Organização Mundial de Saúde (OMS) não recomenda imunização de adolescentes com ou sem comorbidades.

 

A OMS, entretanto, não chegou a afirmar que a imunização de adolescentes não deveria ser realizada. Em vídeo publicado em junho, a organização disse apenas que, neste momento, a vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos não é prioritária. De acordo com a Agência Brasil, o ministério também argumentou que a decisão foi tomada devido ao fato de a maioria dos adolescentes sem comorbidades acometidos pela covid-19 apresentarem evolução benigna da doença.

 

Outro ponto levantado foi o de que houve uma redução na média móvel de casos e óbitos (queda de 60% no número de casos e queda de mais de 58% no número de óbitos por covid-19 nos últimos 60 dias) com melhora do cenário epidemiológico.

 

Após a publicação da nota, algumas cidades anunciaram a suspensão da vacinação de adolescentes, entre elas, as prefeituras de Natal (RN) e Salvador (BA). Agora há pouco, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, decidiu seguir a recomendação do ministério e também suspendeu a imunização de adolescentes na capital federal. Atualmente, apenas a vacina da Pfizer/Biontech tem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso em adolescentes a partir de 12 anos.

 

Confira  a nota na íntegra da SES; 

Divulgação/SES

Após recomendação do Ministério da Saúde, SES continua vacina em adolescentes

Nota da SES

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix