Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 05 de Março de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2021, 18h:55
Tamanho do texto A - A+

Aposentadoria do Delegado Marcelo Vargas é publicada do DOE

“Encerro esse ciclo da minha vida com a certeza do dever cumprido”,diz em sua mensagem de despedida

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/PCMS

Aposentadoria do Delegado Marcelo Vargas é publicada do DOE

Delegado aposentado Marcelo Vargas

 

Edição do Diário Oficial do Mato Grosso do Sul desta segunda-feira (22) traz a publicação da aposentadoria do Delegado de Polícia Marcelo Vargas Lopes. ““Existe um tempo certo para cada coisa, momento oportuno para cada propósito debaixo do Sol: Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo de colher. ” Eclesiastes 3.1: Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu... assim também chegou ao fim meu tempo de trabalho frente a PC/MS. Hoje a minha aposentadoria voluntária está publicada no Diário Oficial”,  segundo a mensagem de Vargas. 

 

Marcelo Vargas assumiu o cargo de Delegado de Polícia em 3 de julho de 1990. Durante sua trajetória atuou em diversas Delegacias entre elas 1ª DP, 5ª DP, Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Furtos e Roubos de Veículos – Defurv e Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestro – Garras.

 

Exerceu mandatos de presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Mato Grosso do Sul – Adepol/MS e Associação dos Delegados do Brasil – Adepol/BR. Em 2016 foi designado para exercer a função de Delegado Geral, permanecendo até a data de hoje, após 31 anos e 28 dias de efetivo exercício policial.

 

Confira a mensagem na íntegra: 

“Existe um tempo certo para cada coisa, momento oportuno para cada propósito debaixo do Sol: Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo de colher. ” Eclesiastes 3.1: Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu... assim também chegou ao fim meu tempo de trabalho frente a PC/MS. Hoje a minha aposentadoria voluntária está publicada no Diário Oficial.

 

Agradeço a cada colega, cada profissional com quem tive a oportunidade de trabalhar durante estes 31 anos no cargo de Delegado de Polícia, dos quais os últimos cinco anos como Delegado Geral. E por isso minha gratidão também ao Governador Reinaldo Azambuja, cuja confiança no meu nome concedeu o imenso orgulho de dirigir e alçar a nossa querida Policia Civil ao topo nacional.

 

Foram etapas de aprendizagem, de desafios, de crescimento pessoal nessas três décadas de carreira. Sucesso, evolução e muitas conquistas, com a família Polícia Civil sempre a apoiar, que permitiram dar o meu melhor e me dão prova de que tudo valeu a pena.

 

Como Delegado-Geral reduzimos em mais de 80% o número de presos em Delegacias, o que possibilitou que nossos policiais se dedicassem à investigação policial e, com isto, reduzimos todos os índices criminais (homicídio 23%, roubo 55%, furto 26%...)

 

Nosso índice de esclarecimento de homicídios de quase 70% coloca nossa instituição como a melhor Polícia Civil do Brasil.

 

Implantamos a promoção meritória com avaliação de desempenho individual, sem o limitador de vagas, o que na prática possibilita que todos os bons policiais cheguem ao final da carreira, acabando a disputa interna e a ingerência política nas promoções funcionais.

 

Criamos o GOI - Grupo de Operações e Investigações, e também descentralizamos a Inteligência Policial, criando em cada regional os NIPs - Núcleos de Inteligência Policial, além de estimularmos a instalação dos SIGs-Setor de Investigação Geral em todas Delegacias do Estado, unidades estas que deram maior operacionalidade e contribuíram significativamente para os bons resultados atingidos.

 

Também criamos o DRACCO-Departamento de combate ao Crime Organizado e à Corrupção, além da Delegacia Regional de Bataguassu e de 6 Salas Lilás nos municípios com altos índices de violência doméstica. Importante salientar que tais salas não atendem apenas mulheres vítimas de violência, mas também jovens e crianças. Neste ano, será ampliado o rol de salas lilás com a inauguração de outras 20 delas, munidas de mais recursos oriundos de emendas dos nossos parlamentares estaduais.

 

Conseguimos capitanear recursos de emendas parlamentares federais e verbas da SENASP e SEAD na ordem de 31 milhões de reais, o que possibilitou a aquisição de 82 novas viaturas que serão distribuídas hoje à tarde, além de outras 85 viaturas, totalizando 167 novos veículos, bem como novas pistolas, fuzis, computadores e demais equipamentos. Importante frisar que estas viaturas são as primeiras que possuem blindagem, cujo custo mais elevado se mostrará insignificante se evitarmos a perda das vidas de nossos policiais!

 

Também reformamos e revitalizamos quase 80 % das nossas unidades policiais, investimentos do Estado e também dos repasses de suprimentos de fundos implantados graças ao esforço do nosso Governador Reinaldo Azambuja com a liberação mensal destas verbas.

 

O Governador também sancionou a Lei 5.139/2017 que criou a conta vinculada da Polícia Civil, sendo que a partir deste mês passamos a receber os repasses integrais das taxas decorrentes do Poder de Polícia o que possibilitará, de forma perene, maiores investimentos na nossa instituição, tornando-se embrião da autonomia financeira que almejamos.

 

Ainda nomeamos 318 novos policiais, dos quais 72 novos Delegados, estando em fase final da formação de 243 investigadores e escrivães, com conclusão da academia prevista para o próximo mês.

 

Fizemos os enfrentamentos necessários à criminalidade em geral e principalmente às organizações criminosas. Prendemos ao longo destes cinco anos desde o ladrão de varal àqueles que se julgavam acima da Lei e da Justiça.

 

Aproveito para parabenizar o primeiro na história a assumir em sucessão à direção, o Delegado Geral Adjunto Dr Adriano Garcia Geraldo, a quem desejo apenas três coisas: trabalho, trabalho e trabalho! 

 

Encerro esse ciclo da minha vida com a certeza do dever cumprido, que lutamos o bom combate e guardamos a fé. Penduro minhas algemas, mas não minha pistola. Esta continuará pronta e em condições.

 

Muito obrigado!

 

Marcelo Vargas Lopes

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix