Campo Grande/MS, Domingo, 09 de Maio de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 31 de Março de 2021, 08h:05
Tamanho do texto A - A+

Comércio em todo o Estado deve abrir as portas em abril

Antes do decreto ser publicado Governo do Estado deve se reunir com os empresário

Elaine Silva
Capital News

Anderson Ramos/Capital News

Comércio deve abrir as portas a partir do dia 5 de abril

Comércio em Campo Grande

Com o fim do decreto estadual no dia 04 de abril, o Governo de Mato Grosso do Sul, vai divulgar novas medidas de contenção do covid-19. Entre elas pode estar a abertura dos comércios, a partir do dia 5 de abril, atendendo ao pedido dos empresários. Nesta quarta-feira (31) ocorrerá uma reunião com os representantes do governo e do comércio.

Subcom/Portal MS

Comércio em todo o Estado deve abrir as portas a partir do dia 5 de abril

Governador Reinaldo Azambuja e Prefeito da Capital Marquinhos Trad


Na última reunião no dia 29 de março com os secretários estaduais Sérgio Murilo Nascimento Mota (Governo e Gestão Estratégica) e Geraldo Resende (Saúde) e o prefeito, Marquinhos Trad (PSD), decidiu que o comércio ficará fechado por mais uma semana. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Adelaido Vila, e a presidente da federação do setor varejista (FCDL), Inês Santiago, argumentaram que todas as medidas de biossegurança são seguidas pelo segmento, como distanciamento social, limitação de entrada de pessoas, uso de máscaras e higienização preventiva e adequada. O prefeito também relatou que iria falar com Reinaldo Azambuja (PSDB) sobre os pedidos.

Porém os pedidos dos comerciantes estão na mesa do Governo, deste da carreata na última quinta-feira (25). A expectativa com o fim do decreto é que cada cidade possa, flexibilizar, para poder atender ao setor. Enquanto ainda não é decidido as novas medidas (que também aguardam a atualização do Prosseguir) o Estado continua sob o Decreto, com toque  toque de recolher das 20h às 5h durante a semana, e das 16h às 5h aos sábados e domingos. Expectativa é que as novas medidas saiam em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE) ainda nesta quarta-feira (31), assim como as medidas da Prefeitura da Capital, no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande).

Anderson Ramos / Capital News

Toque de recolher Campo Grande

Estado ainda sob o decreto estatual até dia 4 de abril


Carreata
Nesta quinta-feira (25) uma carreata contra as decisões de restrições do Governador e Prefeito, comerciantes e empresários em manifestação estão reunidos, em frente ao Yotedy, no Parque das Nações Indígenas.Os manifestantes realizaram uma oração pelas vítimas da Covid-19, os manifestantes devem entregar uma solicitação ao prefeito da Capital.

Primeira reunião
Durante reunião realizada nesta quinta-feira (25), entre o secretário estadual de Governo, Sérgio Murilo e o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Adelaido Luiz Spinosa Vila, o Governo do Estado anunciou que abrirá uma “agenda positiva” para discutir com lojistas e comerciantes medidas de restituição das perdas e prejuízos ocasionados pela restrição de atividades em decorrência da pandemia da Covid-19.

Restrição até 4 dde abril:
Atividades e funcionamento de serviços e empreendimentos em todo o Estado estão proibidos até 4 de abril, salvo algumas exceções. E mesmo as atividades autorizadas deverão seguir regras, incluindo horário de funcionamento. A circulação de pessoas e veículos está proibida das 20 às 5 horas, de segunda a sexta-feira; e das 16 às 5 horas, aos sábados e domingos. Nesse horário podem operar apenas alguns serviços essenciais, como fornecimento de alimentos e medicamentos por delivery.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix