Campo Grande/MS, Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 18h:13
Tamanho do texto A - A+

Defensor de MS é condenado por roubo de joias

Acusado poderá recorrer; crime aconteceu em Mato Grosso

Elaine Silva
Capital News

A Justiça de Mato Grosso condenou o defensor público de MS,Carlos Eduardo Oliveira de Souza, 36 anos, a nove anos e quatro meses de prisão em regime fechado por roubo de R$ 550 mil em joias e semijoias no Mato Grosso. Além de 50 dias-multa, a sentença determina a perda do cargo em Mato Grosso do Sul, para o qual foi aprovado em concurso realizado em 2009.

Reprodução

Defensor de MS é condenado por roubo de joias

..

Carlos perde a função de defensor público de Mato Grosso do Sul, na 4ª Defensoria Pública de Presos Provisórios e Condenados de Campo Grande. Na decisão, a juíza pontua que “configurada total incompatibilidade de seu cargo com a autoria do presente crime”.

A decisão da juíza Caroline Schneider Guanaes Simões, da Terceira Vara Criminal e Cível de Campo Verde (MT) foi publicada no dia 5 e prevê condenação com pena de 9 anos e 4 meses de reclusão, sendo o início de cumprimento de pena em regime fechado. Carlos Eduardo poderá recorrer e aguardar o trânsito em julgado da sentença em liberdade.

Segundo o processo o crime foi premeditado, Carlos e os comparsas fizeram reféns das 3h30 às 5 horas, ou seja, tempo superior ao necessário para a prática do roubo. Consta que os assaltantes foram agressivos e ameaçaram as vítimas. “As consequências são graves, pois além do grave trauma psicológico causado nas vítimas, somente ínfimo do valor foi restituído aos ofendidos, uma vez que foram subtraídos produtos de expressivo valor, avaliados em, aproximadamente, R$550 mil, porém foram restituídas apenas algumas peças”, conforme o texto do processo.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix