Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 27 de Agosto de 2020, 14h:36
Tamanho do texto A - A+

Defesa Civil Estadual emitiu alertas de perigo

Clima seco pode fazer mal para a saúde

Laryssa Maier
Capital News

Deurico/Capital News

Foto ilustrativa de clima seco, sol, agua de coco

..

Nesta quinta-feira (27), em mais um dia de calorão, a Defesa Civil Estadual teve que emitir alertas de perigo por causa da baixa umidade relativa do ar, que causa desconforto respiratório na população. Isso tudo uma semana após a onda de frio intenso que derrubou as temperaturas para 3°C em parte do Estado.

 

 

Com base em dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), dois alertas foram elaborados. O primeiro, classificado com grau de severidade em perigo, diz que a umidade relativa do ar deve variar entre 20% e 12% de Norte a Sul do Estado. O alerta também vale para as regiões do Pantanal, Sudoeste e parte do Leste. Há riscos de incêndios florestais e à saúde, com ressecamento da pele e desconforto nos olhos, boca e nariz.

 

O segundo alerta é mais grave, foi classificado como grande perigo e vale para o Leste sul-mato-grossense. Por lá, a umidade relativa do ar deve ficar abaixo dos 12%. Entre os municípios afetados estão Alcinópolis, Aparecida do Taboado, Cassilândia, Costa Rica, Inocência, Paraíso das Águas, Selvíria e Três Lagoas. Nesses locais é grande o risco de incêndios florestais e à saúde humana - como agravamento de doenças pulmonares e dores de cabeça.

 

Ambos os alertas valem para toda a tarde desta quinta-feira, que terá o clima tão seco que se aproxima das condições registradas em desertos. Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice ideal da umidade relativa do ar varia entre 50% e 80%.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix