Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 10 de Maio de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 18h:08
Tamanho do texto A - A+

Durante pandemia Governo apoia artesãos indígenas

Os editais públicos da Lei Aldir Blanc contemplaram na primeira edição mais de 60 famílias

Laryssa Maier
Capital News

Deurico/Arquivo Capital News

Foto ilustrativa de índio, indígena, tribo, aldeia

 

Mais de 83 mil indígenas aldeados e não aldeados durante a pandemia da Covid-19, recebem assistência do Governo. A Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas para População Indígena, em parceria com a Fundação de Cultura, tem auxiliado um dos segmentos mais afetados com as restrições necessárias para a não propagação do vírus, os artesãos. Os editais públicos da Lei Aldir Blanc contemplaram na primeira edição mais de 60 famílias indígenas, levando esperança em dias melhores e sustento.

 

A subsecretária de Estado de Políticas Públicas para População Indígena, Silvana Terena, destaca que o Governo tem atuado em diversas frentes para garantir os direitos e a atenção para o povo indígena. “Ao longo do tempo, pautamos nosso trabalho no diálogo e na efetivação das políticas públicas para nossos parentes. Estreitando a conversa com os outros órgãos do governo e mantendo a política de aproximação junto a FUNAI e DSEI/MS, estabelecendo parcerias em favor da população indígena. ”

 

Artesãos contemplados poderão participar da segunda fase de execução da Lei Aldir Blanc, conforme Portaria n. º 20/2021, publicada pela Fundação de Cultura, que prevê o pagamento de cachê em troca de apresentação virtual em uma das seguintes modalidades: oficina, palestra, apresentação artística, podcast ou produção audiovisual (curta-metragem ou videoclipe).

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix