Campo Grande/MS, Domingo, 23 de Fevereiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 18 de Dezembro de 2019, 14h:35
Tamanho do texto A - A+

Justiça indicia grupo de milícia por homicídio de jovem

Jovem foi fuzilado no dia 9 de abril ao chegar em casa

Elaine Silva
Capital News

 

Divulgação

Jovem de 20 anos é executado quando chegava em casa

Jovem estava chegando em casa quando aconteceu o atentado

A denúncia do  Ministério Público Estadual (MPE-MS), contra Jamil Name, Jamil Name Filho, Vladenilson, Daniel Olmedo, José Moreira Freires, Juanil Miranda Lima, Marcelo Rios e Eurico dos Santos Mota, pela execução de Matheus Coutinho Xavier, 20 anos, foi aceita pela justiça na última terça-feira (17). 

 

Os integrantes do grupo de milícia também responderão pelo assassinato do jovem. Matheus é filho do policial militar aposentado, Paulo Roberto Teixeira Xavier, que seria o alvo dos pistoleiros. Nove pessoas serão ouvidas sobre o caso

 

Omertá 

Operação envolvendo o arsenal apreendidos com um guarda municipal, acabou com a prisão preventiva do empresário Jamil Name e o filho dele Jamil Name Filho. Os dois foram detidos durante a Operação Omertá, que envolve o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Garras), Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e o Batalhão de Choque da Polícia Militar.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix