Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 14h:41
Tamanho do texto A - A+

Marquinhos nega lockdown em Campo Grande, mas fala em mais restrições

Prefeito de Campo Grande protesta contra fake news sobre suposto lockdown esta semana

Hélder Rafael
Capital News

Reprodução/Facebook

Marquinhos nega lockdown em Campo Grande mas promete restrições

Marquinhos nega lockdown em Campo Grande mas promete restrições

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, afirmou em uma live nas redes sociais nesta terça-feira (14) que a capital não entrará em lockdown, mas que as medidas restritivas vão continuar.

 

“Quem disse para você que vai ter o lockdown? Não haverá lockdown em Campo Grande. Haverá sim medidas restritivas, mas não o fechamento do comércio, do shopping, de bares e restaurantes”, afirmou o prefeito.

 

Mais cedo, a Câmara de Dirigentes Lojistas da Capital (CDL-CG) manifestou-se pelas redes sociais, contrária a um possível lockdown. "Fechar quem produz, quem segue as regras, não vai segurar o vírus, só vai matar a cidade", diz o comunicado.

 

Marquinhos ressaltou que informações oficiais devem ser obtidas por meio de fontes fidedignas, e protestou contra "fake news", que são notícias falsas produzidas com objetivo de enganar. 

 

"Produz severos efeitos negativos, tanto social quanto político, porque distorce o funcionamento do regime democrático e coloca em risco a convivência pacífica numa sociedade plural. É por isso que fake news está virando crime", disse.

 

O prefeito apresentou uma comparação entre as medidas de toque de recolher aplicadas no último fim de semana, quando o horário era 20 horas, e no fim de semana anterior, quando o horário era 23 horas. Antes, 84 pessoas haviam dado entrada com trauma na Santa Casa, e agora, foram 41 pessoas. "Uma boa parte dessas pessoas ocupou leitos de UTI destinados para Covid-19", afirmou.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix