Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 26 de Setembro de 2019, 09h:08
Tamanho do texto A - A+

Mato Grosso do Sul é vitrine em sustentabilidade, afirma Jaime Verruck

Segundo o secretário reunião do Brics em Bonito traz inúmeros benefícios para o Estado

Laryssa Maier
Capital News

Edemir Rodrigues/ Portal MS

Mato Grosso do Sul é vitrine em sustentabilidade, afirma Jaime Verruck

Secretário da Semagro ao lado dos ministros que integram o grupo do Brics, na chegada da delegação a Bonito

Os ministros da Agricultura do Brics, grupo composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, estão em Bonito (MS). Estado ganha uma grande oportunidade de mostrar ao mundo, em especial aos novos mercados que se abrem ao Brasil, que pratica uma produção agropecuária consorciada com a floresta e com sustentabilidade, incluindo o turismo, com a realização em Bonito da 9ª reunião anual de ministros de agricultura do Brics.

 

Segundo avaliação do secretário estadual Jaime Verruck, da Semagro (secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), que participou da reunião internacional representando o governador Reinaldo Azambuja. “Enquanto o Brasil discute novos acordos comerciais, incluindo a China, nosso grande parceiro, o Estado se torna a grande vitrine da sustentabilidade e pode se beneficiar da abertura desses mercados”, afirmou.

 

Segundo o secretário, o encontro é extremamente benéfico para o Estado, que tem como Bonito como um modelo de gestão em turismo e de sucesso na integração agricultura-pecuária-floresta, que pode se tornar a imagem do Brasil lá fora. “Por isso a importância de se realizar o Brics em Bonito, mostrando ao mundo que produzimos alimentos com sustentabilidade numa região de grandes riquezas em água, solo e biodiversidade”, pontuou.

 

“A realização da reunião do Brics em Bonito mostrará que Mato Grosso do Sul tem um posicionamento quanto à sustentabilidade da produção, que somos líderes na integração agricultura-pecuária-floresta”, completou o secretário, lembrando que dos 11 milhões de hectares consorciados hoje no Brasil, 2,5 milhões estão em Mato Grosso do Sul. “Somos a vitrine do que o Brasil quer mostrar ao mundo quanto a sustentabilidade”, finalizou.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix