Campo Grande/MS, Domingo, 19 de Janeiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Sexta-Feira, 29 de Novembro de 2019, 11h:32
Tamanho do texto A - A+

Mercado é autuado por vender de peixe a cerveja inadequadamente

E também Alvará de Funcionamento e Localização vencido há seis meses

Laryssa Maier
Capital News

Divulgação/ProconMS

Procon apreende carnes e peixes impróprios para consumo em supermercados na Capital

Estabelecimento esta localizado no Jardim Campo Nobre

Divulgação/ProconMS

Procon apreende carnes e peixes impróprios para consumo em supermercados na Capital

Estabelecimento esta localizado no Jardim Campo Nobre

A equipe de fiscalização do Procon flagrou diversas irregularidades que vão de Alvará de Funcionamento e Localização vencido há seis meses, ausência de  licença sanitária a elevado número de produtos vencidos ou, por  algum motivo, impróprios  ao consumo em unidade  de rede de supermercados localizada no Jardim Campo Nobre. 

 

Entre os produtos vencidos vale  destaque a presença de 6,250kg de café torrado e moído, 3,360 kg de presunto, 28 unidades de macarrão instantâneo, 20 unidades de temperos diversos, embalagens de gengibre e abobrinha, 5 de cortes de frango, biscoitos, cervejas, salgados diversos além de  mistura para bolo e cervejas.

 

Impróprios ao consumo por estarem armazenados inadequadamente estavam expostos 70,100 kg de peixes, sendo 7,800 de pacus inteiros e  62,300 de piranhas inteiras. Outros motivos  de estarem impróprios  são embalagens violadas  como é o caso de  cortes  de frangos inteiros ou  em pedaços ou por estarem em decomposição ( embalagens de morango, chuchu e  maçã).

 

Segundo assessoria havia itens  sem quaisquer informações (sorvetes, bebida lactea e pó para gelatina) e com ausência de selos de inspeção ou identificação de  elaboração artesanal liberados pelos serviços de inspeção municipal, estadual ou federal. Todos os produtos irregulares  foram inutilizados e descartados e, em relação à documentação,  foi estabelecido prazo para os responsáveis providenciarem, bem como para apresentarem justificativas e defesa. Vale ressaltar que não é a primeira vez que unidades desta rede é autuada pelo Procon Estadual.

 

A Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast .

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix