Campo Grande/MS, Terça-Feira, 20 de Abril de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2021, 15h:59
Tamanho do texto A - A+

No MS aulas na Rede Estadual de Ensino, retornam em abril

Em março será realizado aulas remotas e nas duas primeiras semanas acolhimento aos alunos

Laryssa Maier e Elaine Silva
Capital News

Elaine Silva/Capital News

WhatsApp Image 2021-02-25 at 15.28.15.jpeg

 

Secretária de Estado da Educação (SED), mudou a estratégia e ficou acordado que as aulas presenciais na Rede Estadual de Ensino (REE) em Mato Grosso do Sul e as aulas retornam em abril. Porém no mês de março será realizado o acolhimento aos alunos e aulas remotas.  De acordo com a secretaria estadual de Educação, Maria Cecília, "este mês de março, vai ser um mês de  exercícios, então no mês de abril vamos iniciar as aulas presenciais, a menos que haja um surto", disse a secretária.  

 

A medida foi adotada por conta que alguns municípios não estarem preparados para o retorno. Conforme o cronograma apresentado durante coletiva de imprensa nesta  quinta-feira (25), durante as duas primeiras semanas de março será realizado o acolhimento dos alunos, nas outras semanas de março será às aulas remotas. 

 

Segundo  o superintendente de Políticas Educacionais, Hélio Queiroz, durante os primeiros 10 dias do mês de março, todos os alunos serão recebidos presencialmente nas escolas. As escolas deverão organizar encontro presencial com os alunos nos próximos dias para a entrega dos materiais didáticos, uniformes e Equipamento de Proteção Individual (EPIs). Cada semana um grupo de estudantes estarão nas salas de aula enquanto a outra metade estará estudando de forma remota e vice-versa. Os pais têm liberdade para escolher se os alunos vão ou não no acolhimento, caso não desejem tem que assinar um documento informando. Essa acolhida não será todos os dias, os alunos vão um dia apenas, para conhecer os professores e a escola. 

 

Ao final de março será feito uma avaliação e de acordo com as recomendações do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia) e a bandeira de classificação dos municípios diante do coronavírus, as aulas híbridas começarão. 

 

Confira a nota na íntegra da SED: 

Considerando que as unidades escolares da Rede Estadual de Ensino (REE) estão devidamente equipadas e preparadas pedagogicamente, desde novembro de 2020;

 

Considerando a publicação do Protocolo de Volta às Aulas, elaborado por 21 instituições, que define o regramento para o retorno presencial dos estudantes matriculados na REE;

 

Considerando o período de formação, realizada junto aos servidores da Rede Estadual de Ensino durante o mês de fevereiro;

 

Considerando que a Secretaria de Estado de Educação (SED) obteve, junto ao Centro de Operações Emergenciais (COEMS) e o Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir), parecer favorável ao retorno das aulas.

 

Considerando o trabalho em regime de colaboração que essa Secretaria vem conduzindo junto às prefeituras municipais de MS e atendendo ao pedido da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), solicitando que o mês de março seja mantido de forma remota, para que os mesmos tenham tempo hábil de equipar suas respectivas unidades escolares e, dessa forma, garantir que os estudantes – independentemente das redes as quais pertençam – possam voltar em conjunto e segurança.

 

O Governo de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Educação, entende e define que a oferta da Educação Básica a ser adotada para o mês de março será na forma remota (não presencial).

 

Contudo, as escolas estaduais seguirão abertas para um período de acolhimento, formação dos estudantes com a entrega dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), uniformes e kits escolares, bem como para o diagnóstico cognitivo – no sentido de preparar o planejamento do professor – visando as intervenções pedagógicas necessárias para a recuperação da aprendizagem dos estudantes e pensando na continuidade das aulas no formato híbrido ou remoto, a partir de abril.

 

Matéria atualizada às 17h14 para acréscimo de informação 

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix