Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, 14h:58
Tamanho do texto A - A+

Polícia Militar Ambiental captura 1.766 animais silvestres nos centros urbanos

Principais bichos capturados em 2019 foram aves

Elaine Silva
Capital News

 

Divulgação/PMA

Polícia Militar Ambiental captura 1.766 animais silvestres nos centros urbanos

Aves são o maior número de animais capturados em centro urbano

Em 2019 os  Policiais Militares Ambientais do Estado capturaram 1.766 animais silvestres nos perímetros urbanos. Um aumento de 26,77% com relação ao ano de 2018. Isso dá uma média de 4,8 animais capturados diariamente. Os principais bichos capturados foram aves.

Divulgação/PMA

Serpente é encontrada em residência

Falsa Coral

 

Em Campo Grande foram 810 capturas em 2019, uma média de 2,2 animais capturados por dia, número um pouco maior ao de 2018, quando foram capturados 1.069 animais, com média de 2,9. A característica de Campo Grande, que possui grandes reservas florestais, além dos parques lineares de córregos e áreas verdes municipais, favorece à fauna e, essa convivência entre essa fauna sinantrópica e a população gera alguns conflitos, como: adentrar residências, ruas, estabelecimentos comerciais, atropelamentos, bem como há a necessidade muitas vezes, de se fazer o trabalho de captura, devido à fauna adentrar áreas que corram riscos, ou que haja riscos às pessoas.

 

Animais que são encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) na Capital, tendo em vista que, alguns capturados no Interior são soltos nas redondezas, depois de laudos de médicos veterinários e biólogos constatando que são bravios e daquele habitat, da região de onde foram capturados. Conforme o balanço da PMA, os números também não abrangem os animais vítimas de tráfico, os quais são encaminhados ao CRAS, mas computados em estatística de tráfico e não como captura. Em 2019 foram 345 aves apreendidas por tráfico.

 

A PMA realiza captura de animais há quase 33 anos e já capturou animais em locais inusitados, como, ouriço em edifício, capivara dentro de armários e fossa, antas e jacarés em lagoas de tratamento de indústria, gambá dentro de máquina de lavar, serpentes e lagartos em áreas de motores e dentro de veículos, tamanduá-bandeira dentro de churrasqueira, entre outros.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix