Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 19 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 09h:41
Tamanho do texto A - A+

Primavera chegou em MS, acompanhada de chuvas frequentes

Nova estação segue até o dia 21 de dezembro

Elaine Silva
Capital News

A.Ramos/Capital News

primavera-ipê

Estação marca transição do clima seco para o verão

Mato Grosso do Sul  recebe nesta terça-feira (22) a primavera acompanhada de chuva, que tanto pedimos. A estação vai deixar a Cidade Morena cada vez mais bela, cercada pelos Ipês de todas as cores. Para o  primeiro dia da Estação no Estado, vai ser de chuva em boa parte de MS. O céu parcialmente nublado a nublado com expectativa de chuva nos setores norte, bolsão, central e pantaneira. A umidade do ar estará elevada com índices variando entre 85% a 40% ao longo do dia. As temperaturas estarão agradáveis nesta terça, com mínima estimada em 15°C e a máxima em 32°C. Para a Capital essa variação será de 18°C a 28°C.

 

 

A Primavera marca o período de transição do clima seco e frio do inverno para o clima quente e úmido do verão. As chuvas passam a ser mais intensas e frequentes e começa o período de pancadas de chuva no final da tarde ou noite. No começo da estação, a chuva ocorre de forma irregular e intercalada com períodos secos, mas vai aumentando de frequência no decorrer da estação, segundo o Climatempo. 

 

Já conforme o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec) a temperatura média para Mato Grosso do Sul no próximo trimestre varia entre 22,5°C a 27,5°C, sendo a região pantaneira a mais quente. Esse comportamento indica que as temperaturas ficarão abaixo da média (representado pelas cores azul escuro e azul claro no mapa). Dessa forma a primavera terá temperaturas mais amenas com relação à média histórica.

Elaine Silva/Capital News

primavera-ipê

Chuvas chegam junto com as flores

 

O volume de chuva esperado para os próximos três meses em Mato Grosso do Sul varia entre 400 a 500 milímetros. Embora pareça muito, os dados históricos (representado pelas cores amarelo a alaranjado no mapa) indicam que as chuvas ficarão ligeiramente abaixo do normal esperado. As condições esperadas são de chuvas com certa irregularidade e concentradas.

 

Desde o início de setembro de 2020, as águas do oceano Pacífico Equatorial Leste estão com temperatura abaixo da média. É este resfriamento que caracteriza o fenômeno oceânico-atmosférico La Niña que, como o El Niño, modifica o padrão de chuva e de temperatura em diversas regiões do planeta. Nos períodos que ocorrem os eventos de La Niña, existe uma tendência de estiagem para as regiões Centro-Oeste, Sudeste e principalmente Sul do País. No Nordeste e na Região Amazônica há aumento na intensidade das estações chuvosas.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix