Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 18 de Agosto de 2020, 17h:46
Tamanho do texto A - A+

Reinaldo pede segurança integrada na fronteira a Bolsonaro

Governador solicitou revitalização ferrovia Malha Oeste

Elaine Silva
Capital News

 

Chico Ribeiro/Porta MS

Reinaldo, Bolsonaro

Presidente Bolsonaro e governador Reinaldo Azambuja

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) acompanhou nesta terça-feira (18) o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na inauguração da Estação Radar de Corumbá. Segundo a Assesoria de Imprensa do Governo de Mato Grosso do Sul, no encontro, Azambuja fez dois pedidos ao presidente: a revitalização urgente da Malha Oeste e a manutenção da segurança integrada das fronteiras. 

 

"Quem protege as fronteiras, protege o Brasil! Esse radar com certeza vai criar as condições necessárias para nós coibirmos principalmente as entradas que nós temos hoje de entorpecentes e de ilícitos a baixa altitude que até então não poderia ser interceptada. É uma visão estratégica do nosso Estado", afirmou o governador.

 

Reinaldo Azambuja lembrou ainda que as forças policiais de Mato Grosso do Sul são parceiras do Governo Federal na proteção das fronteiras com Bolívia e Paraguai, sendo as principais responsáveis pela apreensão de drogas que irrigariam os grandes centros urbanos do Brasil.

 

"Registramos no ano de 2020 a maior apreensão de drogas da história de Mato Grosso do Sul de todos os tempos: 467 toneladas de entorpecentes nessa parceria. Isso mostra o quão importante é a integração entre as nossas forças de segurança. Somos gratos e pela parceria e pelo apoio", enumerou.

 

O governador explicou ainda a importância da Malha Oeste para a economia. "Nós temos urgência na relicitação da malha oeste, nossa antiga rede ferroviária, fundamental para o desenvolvimento e a integração latino-americana. Se nós sairmos daqui presidente, de Corumbá, o senhor chega a Cochabamba, no país vizinho, com a ferrovia implantada e estabelecida. É possível acessar os portos chilenos, então nós teríamos com a revitalização da Malha Oeste a primeira e viabilizada integração sul-americana de Atlântico e Pacífico. 

Com certeza, ela traria uma grande capacidade de desenvolvimento social e de geração de oportunidade ao Brasil e, principalmente, ao Centro-Oeste brasileiro, tornando nossos produtos competitivos aos mercados internacionais", projetou.

 

Estação Radar

O novo instrumento irá reforçar o sistema de radares e monitoramento da Força Aérea Brasileira (FAB) para reprimir ações do tráfico aéreo. A estação possui dois radares (o primário LP23SST-NG e o secundário RSM97OS) para controlar o espaço aéreo com foco na melhoria da cobertura em baixas altitudes para a identificação da presença de aeronaves não-autorizadas com cargas ilícitas, no território brasileiro.

 

A estrutura instalada em Corumbá é resultado da parceria firmada em 2018 entre a Força Aérea Brasileira (FAB) e a empresa Omnisys, subsidiária do Grupo Thales no Brasil, que prevê ainda a instalação de sistemas de vigilância em Porto Murtinho e Ponta Porã.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix