Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 18 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Reportagem Especial
Domingo, 10 de Abril de 2022, 08h:13
Tamanho do texto A - A+

Miltinho Viana é homenageado por escola de samba da Capital

“Não tem homenagem melhor que essa”, declara radialista

Elaine Silva
Capital News

Divulgação

Miltinho Viana é homenageado por escola de samba da Capital

Viana deixou a vida de bancário e se tornou radialista

"São 600 componentes da bateria, cantando o seu nome é fantástico, não tem homenagem melhor que essa", afirmou o radialista Miltinho Viana, que será homenageado pela escola de samba, GRES Os Catedráticos do Samba, com o enredo Miltinho Viana o Cowboy do rádio, a voz que encanta.

 

"O enredo da escola de samba ele ficou muito bonito, os caras eles me fizeram umas perguntas de onde eu vim, ficou bacana, a escola é bem simples, ela é da primeira divisão. A gente não tem condição financeira de ajudar a escola, por que assim bem que eu queria um carro alegórico com a fachada da rádio, ou então com a igreja da minha cidade, que é o símbolo. Mas, o pessoal tem feito com muito amor, tem trabalhado todos os dias, costurando, são 600 competentes da bateria e cantando o seu nome é fantástica não tem uma homenagem melhor que essa", enfatizou Miltinho a reportagem do Capital News. 

 

Apaixonada pelo Pantanal, o radialista, nasceu em Campo Grande, na maternidade Candido do Mariano, em 1961. "Eu não sou nascido em Miranda, somos uma família de três irmãos todos eles registrado em Miranda, minha mãe mirandense e meu pai de origem estrangeira, foi parar em Miranda e conheceu minha mãe. E eu vim nascer em Campo Grande, na maternidade Cândido do Mariano em 1961, depois me tornei cidadão mirandense pela  Câmara Municipal", relatou. 

 

Aos 17 anos Viana, saiu de Miranda e começou a trabalhar em um supermercado na Avenida Mato Grosso, em Campo Grande, seguido para a vida de bancário logo depois. Porém, não tinha amor pela profissão e decidiu mudar, após ter problemas de calculo renal. " O médico perguntou para mim se eu gostava daquilo que estava fazendo, aí eu falei que não, ele falou qual era o seu sonho, eu falei mexer com rádio. Sai do banco e comecei a procurar uma rádio. Meu primeiro serviço de rádio foi na cultura, mas antes trabalhei na cabine de som da rodoviária anunciando os ônibus". 

 

Além do rádio, Miltinho também narrou rodeios. " Rodeio foi um amigo meu o China e o Wilson Dias, popular Índio do Brasil, que está lá no Paraná. E começamos a fazer pequenos rodeios, rodeios pequenininhos, e Terenos foi uma das primeiras cidades nossas, o primeiro rodeio foi comigo. Aí eu via os meus amigos narrando e comecei a narrar também", detalhou.

 

Questionado sobre as redes socais e a rádio, ter acabado com a rádio, Viana relatou que "Eu achava que a internet tinha acabado com a rádio, eu tinha uma preocupação até hoje ela afetou bastante, mas uma coisa que a internet e as redes sociais não tem é a alma, e o rádio tem a alma que é o radialista. Uma coisa impressionante é que as pessoas tem o radialista como o amigo, irmão de todos os dias, coisa que as redes sociais não consegue, ela não tem alma e outra coisa ela é inconfiável", finaliza. 

 

Atualmente Miltinho está na rádio FM Cidade, em dois horários das 5h até as 7h e das 16h até ás 19h.

 

Divulgação

Miltinho Viana é homenageado por escola de samba da Capital

Miltinho Viana é pré-candidato a deputado federal

Eleições 2022 

Além de radialista, Miltinho também entrou na carreira política, sendo eleito vereador em 1993 e 2004. "Política, eu gosto de política. Eu acho muito bacana, entrar nos botecos da vida escutando os caras falando que vai votar em ciclano e os outros em bertano. Então eu gosto, gosto desse debate, dessa interação que o povo, a democracia. Eu fui vereador em Campo Grande, fiquei suplente de deputado federal. Agora novamente vou para política com o 20 do ex-governador, ex-prefeito, André Puccinelli, agora em 2022. Eu sei que é muito difícil uma cadeira para deputado federal, mas eu sempre almejei uma cadeira para deputado federal", declara.

 

O motivo desse desejo é sua paixão pelo Pantanal. "Eu gosto muito da minha terra lá em Miranda, e o nosso Pantanal sul-mato-grossense, precisa de um homem público que tenha um mandato para poder cuidar do nosso Pantanal, dos nossos rios. Eu quero ser um guardião do Pantanal", enfatiza. 

 

Divulgação

Miltinho Viana é homenageado por escola de samba da Capital

Escolas de samba vão desfilar ao lado da praça do Papa

Desfile 

As escolas de samba da Capital vão desfilar nos dias 20, 21 e 22 de abril, na avenida ao lado da praça do Papa. O Gres os Catedráticos do Samba desfilará dia 22 às 20h.

 

Veja o enredo em homenagem a Miltinho Viana; 

 

Miltinho Viana o Cowboy do rádio, a voz que encanta. 

 

Vai ecoar quem vem lá, Quem vem lá. 

Nessa história tão bonita. Águia Negra chegou num vôo especial. 

Cowboy do rádio é nosso carnaval. 

 

Um sonho de criança se tornou realidade.

No serviço de alto-falante surge um locutor da FM Cidade.

De Engraxate, foi rompendo barreiras.

No picadeiro das raízes  pantaneiras.

A voz que encanta nossas manhãs.

Compositor, Miltinho Viana chegou!

 

Galopa, sacode, levanta poeira do chão. 

Que vou trotando no seu coração.

 Eu quero é sentir, sua alegria.

Nesse rodeio de amor e fantasia.

 

Saudade do véio é demais.

Cidade Miranda lembranças lhe trás.

Onde tudo aconteceu.

Não esquecerá jamais.

Em Nossa Senhora a devoção

Nas ondas do rádio leva oração.

Pode aplaudir comunidade unida.

Catedráticos brilhando na Avenida.

 

Compositores

•Chocolate 

•Elvis Cavaquinho

• Rodrigo Estabel 

• Robert Giolo

• Tirito Santana.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix