Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 06 de Julho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Reportagem Especial
Domingo, 22 de Maio de 2022, 08h:47
Tamanho do texto A - A+

Pandemia faz jovem mudar rumo da profissão

De academia, Bruna começou a se dedicar exclusivamente aos idosos

Renata Silva
Especial para o Capital News

Acervo pessoal

Pandemia faz jovem mudar rumo da profissão

Lafito acompanhando mais um dia de aula de seus Tutores

Assim que começou a pandemia da covid-19 e os alertas de isolamento social, a Personal Trainner Bruna dos Santos Freitas de 33 anos, sabia que teria um desafio pela frente: lidar com uma realidade desconhecida. A jovem que trabalhava numa academia e se preparava para lecionar viu em poucos dias, os serviços não essenciais fecharem por causa do aumento no número de casos da doença, a academia estava na lista dos locais que não poderíam abrir.

Diante da nova situação e com contas a vencer, a jovem viu que, ficar parada não era opção. Na busca por serviço, recebeu um convite para dar aulas para a mãe de uma professora da Faculdade, a Aposentada Elizabeth Fernandes Leite de 68 anos. “Foi o início de tudo. Eu nem imaginava trabalhar com os idosos, muito menos que seria minha grande paixão”. Detalha.

Acervo pessoal

Pandemia faz jovem mudar rumo da profissão

Elisabeth em mais um dia de treino em casa

 

Este foi o pontapé para a mudança de área na Educação Física. Com as academias fechadas, a Personal teve de se reinventar e começou a trabalhar como Home Trainer, atender a dona Elisabeth, na sua casa, mas para fazer um bom trabalho viu que precisaria se dedicar um pouco mais. “Grande parte dos idosos têm doenças como Alzheimer, Diabetes, Hirpertensão, eu tive que conhecê-las para poder trabalhar de forma segura, estudei e ainda estudo constantemente”, pontua.

Com atividade física aliada a exercícios físicos, não demorou muito para que filhos e netos a procurassem para dar aulas para seus idosos, foi então que o trabalho da Bruna ficou conhecido e disputado. A Personal  teve que sair da academia para se dedicar exclusivamente ao trabalho com a terceira idade. “Eu me identifiquei muito, eles são carinhosos, amorosos, valorizam meu trabalho, fazem todos os exercícios propostos em aula”, declara.

Há quase dois anos trabalha só com a melhor idade. O casal de idosos Doralina de Bairros cruz, 73 anos e Adão Isarias Aeruche, 76 começaram as aulas motivados pela filha e desde então não pararam mais. “Nós gostamos muito da Bruna, ela é atenciosa e nos ensina bastante. Até nosso gatinho, o Lafito, participa das aulas”, brinca.

A Elizabeth, a primeira aluna da Personal, têm um carinho especial pela “Bruninha”, como carinhosamente a chama, é disciplinada e sente-se feliz em contribuir com descoberta da profissão da jovem. “A Bruninha é um amor. Quando sei que têm aula dela, fico ansiosa”. Detalha.

“Cada vez mais poder ajudar os idosos, pois a minha profissão muda vidas. Se através dos exercícios físicos, eu puder levar melhor qualidade vida, estarei feliz”


A Bruna conta que se sente amada e muito feliz em ter descoberto, por acaso, seu caminho, enfatiza que a pandemia fez toda a diferença na sua vida. E quando pergunto: Quais planos daqui pra frente? “Cada vez mais poder ajudar os idosos, pois a minha profissão muda vidas. Se através dos exercícios físicos, eu puder levar melhor qualidade vida, estarei feliz”, finaliza.

Deurico/Capital News

Pandemia faz jovem mudar rumo da profissão

Pandemia faz Bruna sair de academia e se dedicar exclusivamente a terceira idade

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix