Campo Grande/MS, Domingo, 15 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 23 de Junho de 2019, 09h:12
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Em Paris, Chico Buarque diz a jornal francês: “Quero continuar a viver no Brasil”

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

João Wainer/Divulgação

ColunaMarcoEusébio

Chico Buarque durante filmagem do programa '7 Romance' em frente a uma banca em Paris

Morando há alguns meses em seu apartamento na Île Saint Louis, região nobre de Paris, onde trabalha em um novo livro, Chico Buarque disse em entrevista publicada na sexta (21) pelo jornal francês Le Monde que embora tenha pedido um visto de longo duração na França, não pretende deixar o Brasil. Afirmou que desde as agressões sofridas em um restaurante no Leblon em 2015, vinha evitando sair às ruas do bairro onde mora no Rio: "A cultura não tem o menor valor aos seus olhos (do novo governo). Mesmo assim, eu quero continuar a viver no Brasil, eu não quero viver longe de meu País".

Chico Buarque declarou que "uma cultura do ódio se espalhou no Brasil de maneira impressionante" e atribuiu isso ao governo de Jair Bolsonaro. "Esse ódio é alimentado pelo novo poder, o presidente, seu entorno, seus filhos, os ministros… Eles desacreditam os artistas, que eles consideram inúteis. A cultura não tem o menor valor para eles". Indagado sobre o PT, Chico afirmou: "Tenho muitas reservas em relação ao PT: o partido passou por episódios de corrupção, como governos precedentes. Mas, depois da derrota da direita na eleição, houve uma estigmatização inacreditável do PT e isso teve impacto enorme nas pessoas. Foi duro lutar contra isso".

 

 • • • • •

 

Bolsonaro desafia governador João Doria a “pagar” flexões no CT Paraolímpico: vídeo

Marcos Corrêa/PR

ColunaMarcoEusébio

Desafiado pelo presidente, Doria e Bolsonaro 'pagam' flexões de braço com jovens da Polícia Militar em SP

O presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria (PSDB) "pagaram" na quarta (19) dez flexões de braço no Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro, em São Paulo, acompanhados por jovens da Polícia Militar. Ambos foram ao local para a assinatura de um termo de compromisso com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) que prevê investimento de R$ 10 milhões em quatro anos para atividades de inclusão de pessoas com deficiência, com recursos do Fundo Socioambiental Caixa. Veja o vídeo postado por Bolsonaro no Twitter.

 

• • • • •

 

Governo estuda reduzir impostos sobre produtos como computadores e celulares

Ilustração/Reprodução

ColunaMarcoEusébio

Governo estuda reduzir impostos de importação de produtos como computadores e celulares

Jair Bolsonaro anunciou no Twitter que o governo estuda a possibilidade de reduzir de 16% para 4% os impostos sobre importação de produtos de tecnologia da informação, como computadores e celulares. "Avaliaremos também a possibilidade de reduzir impostos para jogos eletrônicos", acrescentou o presidente.

 

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix