Campo Grande/MS, Terça-Feira, 20 de Abril de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
ENTREVISTA
Sábado, 13 de Março de 2021, 11h:21
Tamanho do texto A - A+

Do interior de Mato Grosso do Sul para o mundo

Kerolyn Soares saiu de Naviraí e está conquistando as passarelas no Exterior

Elaine Silva
Capital News

Divulgação

Do interior de Mato Grosso do Sul para o mundo

Kerolyn Soares

Kerolyn Soares Santana, 25 anos, nasceu no município de Naviraí e atualmente está conquistando as passarelas. Kerolyn Soares foi capa de revistas e desfilou em vários países. A modelo tem se destacado no mercado sendo escolhida para estrelar campanhas para a Fendi, Zara, Tods, Max Mara e Chanel, grandes nomes da moda internacional.

Divulgação

Do interior de Mato Grosso do Sul para o mundo

Kerollyn Soares


Em entrevista exclusiva ao Capital News, a top model falou de como foi a sua chegada nas passarelas e que ela não escolheu, não pensava em ser modelo, eles "me escolheram", fala sobre a saudade da familia e ainda sobre planos futuro, e deixa um conselho para quem gosta da carreira e deseja seguir: "pés no chão, gente! Sempre mantenha as raízes dentro de você e lembre-se de que o deslumbre não vale a pena!".

Confira a entrevista na íntegra:
Capital News: Sabemos que a Kerolyn foi um dos destaques no desfile em Milão, tendo em vista seu sucesso, vamos voltar a sua raíz e me fale porque decidiu ser modelo?

Kerolyn Soares: Na verdade, eu não escolhi, me escolheram rs'. Nunca pensei em ser modelo, porque era algo muito longe do meu alcance, comecei a pensar na possibilidade quando fui descoberta, ainda assim, algo muito distante... Mas, foi acontecendo naturalmente, com muitas dificuldades ao longo do processo, porém também de uma forma natural.

Capital News: Qual foi a dificuldade(s) de deixar o interior de Mato Grosso do Sul e se aventurar no exterior?

Kerolyn Soares: Sair do Mato Grosso do Sul foi aterrorizante, pois eu tinha muito medo, logo no primeiro dia em São Paulo me perdi kkk.  Não sabia usar metrô, pegar ônibus, era muito complicado. Quando fui morar em Londres, por exemplo, eu não sabia nada de inglês, não tinha dinheiro para pegar táxi, não tinha casaco de frio adequado para o frio que faz aqui. Então, os primeiros dias foram bem complicados, chorei muito até me familiarizar com tudo.  

Capital News: Qual a opinião da sua família em relação a sua carreira? E como está seu coração longe deles, ainda mais nessa época de pandemia?

Kerolyn Soares: Minha família sempre me apoiou, eles sentem muito orgulho! É a melhor família que eu poderia ter, sinto tanta saudade... Quero, em breve, trazer meus pais para cá, quando tudo estiver mais tranquilo.

Capital News: Até o momento qual foi a sua maior conquista nas passarelas? E o que pretende alcançar no mundo da moda ou fora.

Kerolyn Soares: Ao longo da minha carreira, tive muitas conquistas, só de estar aqui e trabalhar com pessoas tão talentosas, estar em uma agência tão incrível, já é quase inacreditável para mim! Se não fosse eu aqui, nem acreditaria kk. Quero continuar na Moda, tenho muito o que conquistar ainda, e no futuro, quem sabe abrir uma empresa, com uma marca com o meu nome. Enfim, algo a ser estudado.

Capital News: Qual evento engraçado e emocionante você gostaria de compartilhar com seus fãs?

Kerolyn Soares: Sempre acontecem muitas coisas engraçadas por trás das câmeras rs' No geral, estou sempre fazendo alguma coisa estabanada, mas também, existem os momentos emocionantes. Normalmente, quando somos escalados para um trabalho importante, nos emocionamos por sermos escolhidas para fazer tal trabalho, por confiarem em nós!

Capital News: Sabemos que assim como você várias pessoas tem o sonho de seguir a carreira e desfilar para grandes marcas assim como aconteceu com você,  qual é o seu conselho para essas pessoas?

Kerolyn Soares: A Moda ainda é um espaço muito difícil de ser conquistado, já foi muito mais, agora está melhorando, sendo mais tolerante, mas inclusiva, mas ainda é um trabalho super exaustivo. Você precisa ter certeza do que quer, saber lidar com as diferenças das pessoas, saber ouvir, saber conviver com a solidão, e muitas outras situações complicadas e desconfortáveis. Entretanto, no geral, é sensacional, divertido, aprendemos muito. No entanto, não podemos esquecer de que não é tão fácil assim. Então, o meu conselho é: tenha certeza se você, realmente, quer isso para a vida, e mantenha sempre os pés no chão.

Capital News: Qual a maior dificuldade de morar no estrangeiro ? Em relação a tudo, comida, lazer, entre outros.

Kerolyn Soares: A saudade de casa, porque ao resto a gente se adapta de uma forma ou de outra.

Capital News: Em época de pandemia, qual foi a maior dificuldade que tem passado ou enfrentado?

Kerolyn Soares: As viagens têm sido muito complicadas, os aeroportos estão muito mais burocráticos. E todo o contexto pandêmico é triste e desolador...

Capital News: E por último deixe um recado ou conselho para os nossos leitores?
 
Kerolyn Soares: Como eu disse acima, pés no chão, gente! Sempre mantenha as raízes dentro de você e lembre-se de que o deslumbre não vale a pena!

 

Saiba mais

Kerolyn Soares conta como conquistar as passarelas ao redor do mundo

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix