Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
ENTREVISTA
Terça-Feira, 29 de Setembro de 2020, 08h:05
Tamanho do texto A - A+

Em busca da prefeitura, candidato do PT vai lutar pela igualdade

Pedro Kemp aposta na inclusão social, geração de trabalho e renda pós-pandemia, entre outros

Elaine Silva
Capital News

Divulgação

Pedro Kemp

Pedro Kemp, candidato a Prefeitura da Capital

 

No dia 15 de novembro acontece o primeiro turno das eleições 2020, neste ano para vereador e prefeito. Para apresentar os candidatos que concorrem a cadeira no Poder Executivo, o jornal Capital News, vai realizar uma série de reportagens, para mostrar os 14 políticos que buscam a Prefeitura da Cidade Morena. 

 

Pedro Cesar Kemp Gonçalves, 56 anos, conhecido popularmente como "Pedro Kemp", concorre a cadeira do Poder Executivo, pelo Partido dos Trabalhadores (PT), com o número 13. Kemp é graduado em Filosofia e Psicologia, tem mestrado em Educação e está em seu quarto mandato na Assembleia Legislativa.

 

Campo-grandense de coração, Pedro nasceu em Presidente Prudente, São Paulo, e relata que conhece todas as necessidades de Campo Grande, ainda mais nos bairros mais distantes. “Todos nós que moramos em Campo Grande temos orgulho da cidade e amamos viver aqui. É onde procuramos construir nosso futuro e realizar nossos sonhos. Porém, é uma cidade desigual e injusta. Temos um centro da cidade que é um cartão postal, muito bem cuidado, mas os bairros periféricos são muito carentes de infraestrutura, como asfalto e iluminação pública, e de serviços públicos. Faltam praças bem cuidadas e parques com espaços de lazer para crianças e jovens, e de interação social para adultos e idosos”,  declara Pedro. 

 

Questionado sobre sua preparação para a cadeira, Kemp relata: "me sinto preparado para ser prefeito de Campo Grande por ter sido vereador, Secretário de Estado de Educação no governo do Zeca e pela experiência como deputado estadual. Conheço os problemas da cidade e quais são as prioridades para melhorar a vida das pessoas", afirma.  O candidato quer deixar sua marca de inclusão social, saúde pública de qualidade, transporte coletivo acessível e eficiente, programas habitacionais, educação infantil e a geração de trabalho e renda. 

 

Confira a entrevista exclusiva de Pedro Kemp ao Capital News na íntegra:

 

Capital News:  Candidato, porque o senhor se acha preparado para ser Prefeito de Campo Grande ?

 

Kemp: Eu me sinto preparado para ser prefeito de Campo Grande por ter sido Vereador, Secretário de Estado de Educação no governo do Zeca e pela experiência como Deputado Estadual. Conheço os problemas da cidade e quais são as prioridades para melhorar a vida das pessoas. 

 

Capital News: Quais são seus 5 pilares principais no seu plano de Governo, caso seja eleito nessas eleições de 2020 ? Detalhe na sua ordem de prioridade o que acha que tem que melhorar para a população de Campo Grande.

 

Kemp: Uma vez eleito prefeito de Campo Grande, nossa administração vai ter a marca da inclusão social, e as nossas prioridades vão ser a saúde pública de qualidade, o transporte coletivo acessível e eficiente, investir em programas habitacionais, ampliar as vagas para crianças na educação infantil, a geração de trabalho e renda no pós-pandemia, e uma atenção especial para os bairros mais distantes do centro que necessitam de infraestrutura e dignidade.    

 

Capital News:  Como o senhor pretende se relacionar com os Governos Federal e Estadual ?  Acredita que como Prefeito eleito possa fazer uma gestão de união entre esses poderes ?

 

Kemp: Pretendo manter uma relação institucional com os governos federal e estadual, apresentando projetos para viabilizar recursos e investir na infraestrutura dos bairros da nossa cidade, construção de unidades habitacionais e de melhoria dos serviços públicos, principalmente da nossa rede municipal de saúde.

 

Capital News:  Quantos vereadores acha que é possível eleger na sua chapa ? E não tendo a maioria de apoiadores eleitos na Câmara da Capital, como será sua gestão com todos os eleitos ?

 

Kemp: Acredito que nossa chapa tem potencial para eleger de três a quatro vereadores (as). Uma vez eleito, quero manter uma relação institucional com a Câmara, de respeito ao trabalho dos parlamentares. Vou procurar os vereadores para constituir uma base de sustentação do nosso governo, apresentando os projetos que pretendemos implantar na cidade.

 

Capital News:  As demandas na saúde e seus problemas aumentaram nessa Pandemia do Coronavírus, e ainda temos a constante falta médicos e enfermeiros. Qual seu plano de Governo para acabar com esses números e com as filas nos atendimentos das UPAS ?

 

Kemp: Quero ampliar os investimentos públicos na rede pública de saúde, uma vez que as administrações anteriores preferiram contratar serviços privados, que são mais caros. Queremos equipar as unidades de saúde e dotá-las de insumos e medicamentos. Vamos estender a rede de exames em todas as regiões da cidade e realizar concurso público para suprir as vagas dos profissionais de saúde. Vamos construir o hospital municipal de Campo Grande.

 

Capital News:  Qual seu projeto concreto para revitalização da antiga rodoviária e seu entorno ?

 

Kemp: A antiga rodoviária possui uma pequena área, que representa menos de 10% do imóvel, que pertence ao poder público, sendo o restante de propriedades particulares. Defendemos que o espaço pertencente ao poder público seja totalmente reformado para abrigar serviços públicos. Em conjunto, defendemos a revitalização de ruas e calçadas do seu entorno, a fim de ser novamente frequentado pela população.

 

Capital News: Como o senhor define a cidade de Campo Grande, sua economia em geral e seus pontos de entretenimento para população. Quais os três lugares que mais gosta e frequenta com a sua família.

 

Kemp: Todos nós que moramos em Campo Grande temos orgulho da cidade e amamos viver aqui. É onde procuramos construir nosso futuro e realizar nossos sonhos. Porém, é uma cidade desigual e injusta. Temos um centro da cidade que é um cartão postal, muito bem cuidado, mas os bairros periféricos são muito carentes de infraestrutura, como asfalto e iluminação pública, e de serviços públicos. Faltam praças bem cuidadas e parques como espaços de lazer para crianças e jovens, e de interação social para adultos e idosos.

 

Os três lugares que mais gosto de frequentar com minha família são: a praça do meu bairro, para caminhadas; o Parque das Nações Indígenas; e livrarias e restaurantes.

 

Conheça o porquê  Pedro Kemp quer ser prefeito da Capital; confira o vídeo 

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix