Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
ENTREVISTA
Quarta-Feira, 01 de Maio de 2019, 12h:23
Tamanho do texto A - A+

Empresário do ramo de medicina veterinária fala sobre empreendedorismo

“Meu maior desafio foi realmente entender o que é ser um empresário”, pontua Gustavo Roland

Flavia Andrade
Capital News

Foto cedida

Empresário do ramo de medicina veterinária fala sobre empreendedorismo

“Meu maior desafio foi realmente entender o que é ser um empresário”, pontua Gustavo Roland

 

Gustavo Jhonny Roland, médico veterinário, com residência em clínica e cirurgia de grandes animais, Pós-Graduado em clínica e cirurgia de Equinos pelo IBVET, é empresário do ramo da medicina veterinária, idealizador da 2ª edição do EmpreendeVet

 

Durante entrevista, aponta importância do empreendedorismo, objetivos, inovação, motivação e formas de empreender. Destaca também as necessidades de buscar um diferencial perante o mercado.

 

Qual a sua formação?

Sou médico veterinário com Residência em clínica e cirurgia de grandes animais, pelo Hospital Veterinário da Uniderp e Pós graduado em clínica e cirurgia de Equinos pelo IBVET.

 

O que levou você a empreender?

Na verdade a oportunidade. Acredito que algumas oportunidades nos aparecem ao longo da vida e ou você aceita e abraça ou você deixa ela passar. Nós tivemos oportunidade de iniciar nossa empresa a 5 anos atrás, juntamente com alguns colegas e amigos que também queriam empreender e fazer algo diferente no mercado veterinário. Então nós abrimos o primeiro centro de especialidades de Mato Grosso do Sul trazendo inovação e um novo conceito em medicina veterinária. Eu penso que o que leva alguém a empreender é a vontade de fazer coisas diferentes, inovar, ajudar as pessoas e se realizar pessoalmente e profissionalmente. É isso que me motiva e me leva a empreender.

 

“Minha recomendação é que o profissional ou empresário precisa estar atento e ligado em tudo, hoje é muito fácil você conseguir informações e saber o que as empresas do outro lado do mundo estão fazendo.”

Qual foi o maior desafio encontrado até hoje como empreendedor?

Acredito que pela minha formação técnica, o meu maior desafio foi realmente entender o que é ser um empresário. Infelizmente as escolas e faculdades não ensinam o cidadão a empreender, e quando um profissional se forma e é apresentado ao mercado, ele não tem noção nenhuma de como funciona um ecossistema de negócios. Os profissionais hoje acham que simplesmente por serem bons no que fazem terão sucesso em sua carreira ou empresa, mas na verdade não basta você ser o melhor médico veterinário ou o melhor cozinheiro da cidade, para sua empresa dar certo você precisa entender de muitas outras coisas que não tem nada a ver com a sua profissão. Esse é o maior desafio de todo empreendedor, nos precisamos desenvolver muitas habilidades que são necessárias no dia a dia como comunicação, liderança, saber vender seu produto, serviço ou empresa, marketing, finanças, administração, inteligência emocional e tantas outras.  

 

Como é possível inovar sem recorrer a grandes parcerias? Qual sua recomendação ao pequeno empresário?

A inovação pode ser em vários níveis. Muitas pessoas acham que precisam investir muito ou fazer coisas mirabolantes para inovar. Na verdade as inovações podem vir em pequenas coisas que o empresário pode fazer em seu negócio, sem precisar investir muito capital. As parcerias são um exemplo disso. Minha recomendação é que o profissional ou empresário precisa estar atento e ligado em tudo, hoje é muito fácil você conseguir informações e saber o que as empresas do outro lado do mundo estão fazendo. A leitura e um hábito que todos deveriam instituir em sua rotina diária. As conexões são importantíssimas a sua rede de networking pode te abrir muitas portas pode te levar  a fazer parcerias. Uma coisa muito legal é o empresário sempre visitar empresas de outros segmentos, conversar com outros empresários, participar de feiras, cursos e palestras isso lhe dará  uma visão macro do mercado. 

 

Você tem parceiros no negócio?

No meu ramo de atuação as parcerias são imprescindíveis, nossos colegas médicos veterinários são nossos principais parceiros indicando nossos serviços. Temos também grandes laboratórios de outros estados que fazem determinados exames que nós não realizamos. Essa parceria  nos possibilita oferecer uma série de novos exames que não temos condições de fazer alguns pelo alto investimento em equipamentos e outros pela baixa rotina o que não justifica o investimento. 

 

Você tem alguém que te inspira a continuar empreendendo?

Sim. Isso é muito importante, existem grande nomes no Brasil e fora. Nomes como Flavio Augusto, Geraldo Rufino, Prof. Marco Antonio Gioso, Luiza Helena Trajano, Sergio Lobato,  Ellon Musk, Rogerio Minotauro, Steve Jobs, dentre tantos outros. São muitos cada um em sua área, mas cada um contribuindo com novas ideias, com histórias de vida e exemplos maravilhosos. 

 

Participa de cursos, workshops, eventos relacionados ao que empreende?

Muito, Isso precisa ser uma obrigação para todo profissional. 

 

Qual o fator mais importante para o sucesso da empresa?

Gostar do que você faz. Planejamento e metas são essenciais mas se você não foi apaixonado pelo que faz não vão adiantar nada.

 

Qual o seu sistema de gestão?

Eu procuro ter pessoas certas nos lugares certos, eu tenho habilidades de comunicação e comercial, Então tenho pessoas com outras habilidades em cada área. Deixo todos bem a vontade para trabalhar da maneiro que gostam, temos regras e condutas, mas quando precisamos tomar uma decisão fazemos isso em equipe. Investimos muito em treinamentos da equipe, dentre outras coisas.

 

O que você diria a alguém que está pensando em iniciar um negócio?

Antes de iniciar um negócio estude sobre esse ramo, como está o mercado, quem são os grandes players que atuam nessa área. Se informe o máximo, quanto mais pesquisas e planejamento menor são as chances de dar algo errado. 

 

Há algo mais que você acredita ser relevante para nos dizer?

Para ser um empreendedor você precisa ser um pouco louco. Principalmente acreditar no seu negócio, na sua idéia. As grandes empresas surgiram de ideias que pareciam em um primeiro momento surreais, loucura, sem propósito, mas por ter alguém que acreditava e defendia aquela ideia hoje transformaram o mundo e a maneira como a sociedade vive hoje. Acredite em você, não tenha medo, seja realista, seja apaixonado pelo que você faz, apaixonado por pessoas, seja positivo. Separe tempo para cuidar de você e da sua família,  faça exercícios, tenha momentos de lazer com a família e amigos, faça coisas que te ajudem a distrair e que te proporcione momentos de felicidade. Isso vai te ajudar nos negócios, te trata mais criatividade, motivação e energia te ajudando a vencer os desafios de ser empreendedor.

Empresário do ramo de medicina veterinária fala sobre empreendedorismo

“Minha recomendação é para o empreendedor estar atento ao que as empresas do outro lado do mundo estão fazendo.”

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix