Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
ENTREVISTA
Terça-Feira, 06 de Outubro de 2020, 08h:05
Tamanho do texto A - A+

Guto Scarpanti diz que candidatura é sem vínculos com grupos de poder

Candidato do Novo afirma que independência lhe dá condições de reduzir cargos comissionados

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Assessoria

Guto Scarpanti

Guto Scarpanti candidato a prefeitura da Capital

 

No dia 15 de novembro acontece o primeiro turno das eleições 2020, neste ano para vereador e prefeito. Para apresentar os candidatos que concorrem a cadeira no Poder Executivo, o jornal Capital News, vai realizar uma série de reportagens, para mostrar os 14 políticos que buscam a Prefeitura da Cidade Morena.

 

Luis Augusto Lima Scarpanti, conhecido como Guto, de 39 anos, está na corrida pela Prefeitura de Campo Grande, pelo partido Novo, com o número 30. Guto nasceu na cidade de Tupã, em São Paulo (SP), é formado em Gestão de Micro e Pequenas Empresas pela Uniderp e com MBA em Gestão Pública na Universidade Anhanguera Uniderp. Ele também trabalha como Gerente Comercial e Agente de Exportação em uma indústria do setor madeireiro e como Sócio-Administrador em uma empresa no ramo de tecnologia.

 

Scarpanti que está preparado para a corrida, por conta da sua formação: "Estou preparado para ser Prefeito de Campo Grande por que tenho formação e histórico profissional em gestão administrativa juntamente com um MBA em Gestão Pública". Luis ainda afirma que sua candidatura é totalmente independente sem vínculos com grupos de poder ou coligações: "Minha candidatura é totalmente independente e sem vínculos com grupos de poder ou coligações partidárias, o que me permite isenção total na hora de montar uma equipe de governo técnica e qualificada, utilizando preferencialmente funcionários públicos concursados através de um rigoroso processo seletivo ao invés de indicações políticas, como acontece nas outras candidaturas. Como não tenho que pagar nenhum favor em troca de apoio político, também tenho total condição de promover uma redução do número de cargos comissionados que incham a máquina pública e oneram o contribuinte campo-grandense".

 

Em relação sua possível gestão o Guto tem como prioridade: desburocratização, corte de privilégios, redução do tamanho da máquina pública, equilíbrio fiscal e entrega de resultados de qualidade nos serviços essenciais, como saúde, educação, segurança e infraestrutura. Ao ser questionado sobre a definição da Capital, sua economia em geral e seus pontos de entretenimento para população, Guto relatou que acredita na valorização do micro e pequeno empresário. "Sempre acreditei muito na valorização do micro e pequeno empresário que corresponde a 99% das empresas. Como sempre estive nesta categoria de empreendedor, tenho conhecimento sobre as dificuldades enfrentadas. E até agora, só vi o município oferecer vantagens e privilégios para os grandes empresários, que são a minoria. Isso tem que mudar. É preciso facilitar a vida do pequeno empreendedor, que é a maioria esmagadora de quem empreende e gera emprego", esclarece 

 

Confira a entrevista exclusiva de Guto Scarpanti ao Capital News na íntegra:

 

Capital News: Candidato, porque o senhor se acha preparado para ser Prefeito de Campo Grande ?

 

Guto: Estou preparado para ser Prefeito de Campo Grande por que tenho formação e histórico profissional em gestão administrativa juntamente com um MBA em Gestão Pública. Minha candidatura é totalmente independente e sem vínculos com grupos de poder ou coligações partidárias, o que me permite isenção total na hora de montar uma equipe de governo técnica e qualificada, utilizando preferencialmente funcionários públicos concursados através de um rigoroso processo seletivo ao invés de indicações políticas, como acontece nas outras candidaturas. Como não tenho que pagar nenhum favor em troca de apoio político, também tenho total condição de promover uma redução do número de cargos comissionados que incham a máquina pública e oneram o contribuinte campo-grandense.

 

Capital News: Quais são seus 5 pilares principais no seu plano de Governo, caso seja eleito nessas eleições de 2020 ? Detalhe na sua ordem de prioridade o que acha que tem que melhorar para a população de Campo Grande.

 

Guto: Os 5 principais pilares do meu plano de governo são desburocratização, corte de privilégios, redução do tamanho da máquina pública, equilíbrio fiscal e entrega de resultados de qualidade nos serviços essenciais, como saúde, educação, segurança e infraestrutura.

Por ordem de prioridade:

 

- Realizar uma redução do tamanho da máquina pública;

 

- Reduzir o número de cargos comissionados, o número de secretarias e das administrações indiretas. A ideia é cortar ao máximo os privilégios;

 

- Selecionar a equipe de secretariado através de um processo seletivo pautado por critérios técnicos e comportamentais em detrimento dos arranjos políticos, recrutando os profissionais de carreira das próprias secretarias;

 

- Quero trabalhar o plano plurianual, a lei de diretrizes orçamentarias e a lei orçamentária anual em cima da nova realidade de redução de custos para poder entregar melhores serviços de educação, saúde, segurança e infraestrutura.

 

Capital News: Como o senhor pretende se relacionar com os Governos Federal e Estadual ? Acredita que como Prefeito eleito possa fazer uma gestão de união entre esses poderes ?

 

Guto: Pretendo me relacionar com os Governos Federal e Estadual de forma harmônica e profissional. O município precisa dos recursos externos para garantir o financiamento de programas importantes. Por isso, o relacionamento deve ser o mais eficiente possível pensando no bem-estar do cidadão campo-grandense. Acredito que, se eleito prefeito, terei condição de fazer uma gestão de união entre os Governos Federal e Estadual, na condição de representante municipal. Qualquer diferença política ou ideológica que possa existir deve ser colocada de lado na busca pela entrega dos serviços públicos necessários para elevar a qualidade de vida dos moradores de Campo Grande. Como disse em minha campanha: minha coligação é com o cidadão.

 

Capital News: Quantos vereadores acha que é possível eleger na sua chapa ? E não tendo a maioria de apoiadores eleitos na Câmara da Capital, como será sua gestão com todos os eleitos ?

 

Guto: É possível eleger os 7 candidatos a vereador que temos em nossa chapa. No momento em que o eleitor de Campo Grande entender que os vereadores do Partido Novo são obrigados a reduzir pela metade a verba destinada a cumprir o mandato, abrindo mão dos privilégios da vida política, a cumprir o mandato integralmente, a não promover aumento de taxas e impostos e a combater o mal-uso dos recursos públicos, tenho confiança que teremos uma votação expressiva. Afinal, quem ganha com isso é a sociedade campo-grandense.

 

Capital News: As demandas na saúde e seus problemas aumentaram nessa Pandemia do Coronavírus, e ainda temos a constante falta médicos e enfermeiros. Qual seu plano de Governo para acabar com esses números e com as filas nos atendimentos das UPAS ?

 

Guto: Minhas principais ações do plano de Governo para melhorar as demandas da saúde são:

 

- Fazer funcionar a capacidade total dos leitos da rede de saúde que ainda não foram contratualizados, a exemplo do Hospital do Câncer, Hospital do Trauma e do Hospital Universitário, que possuem ociosidade de contratualização;

 

- Aumentar o número de leitos hospitalares através de convênios com hospitais privados que possuem disponibilidade de leitos, de forma a para complementar a falta de leitos no setor público;

 

- Estabelecer convênios com o sistema de saúde privado buscando zerar as filas de espera para atendimentos ambulatoriais e exames médicos, com atenção especial aos exames de imagens;

 

- Promover a implementação da telemedicina (se a legislação mantiver a permissão);

 

- Buscar formas de melhorar o acesso a consultas médicas, exames e diagnósticos, barateando o custo via aplicativos (Aplicativo Cidadão Integrado);

 

- Regular de forma inteligente e informatizada o funcionamento de leitos, gerando informações importantes como: tempo de ocupação, custos da internação e momento da alta;                  

 

- Promover a capacitação dos profissionais de saúde da atenção básica para que possam atuar com o monitoramento de pacientes, classificação de risco e promoção da saúde. Trabalhando na prevenção, diminuiremos a demanda nas UPAs;   

 

- Respeitar os convênios firmados com pessoas jurídicas privadas e públicas, efetuando os repasses sem atrasos (Santa Casa, Maternidade Cândido Mariano, Hospital Regional) e fiscalizar firmemente a prestação de contas dos recursos repassados;

 

- Garantir remédios e vacinas nas Unidades Básicas de Saúde e das Unidades de Pronto Atendimento a partir do gerenciamento inteligente e eficiente de compras e estoques;

 

- Melhorar a infraestrutura das Unidades Básicas de Saúde e das Unidades de Pronto Atendimento juntamente com a disposição de médicos com as especialidades necessárias para o pleno atendimento de qualidade dessas unidades de saúde.

 

Capital News: Qual seu projeto concreto para revitalização da antiga rodoviária e seu entorno ?

 

Guto: Quero desenvolver um modelo de parceria público-privada buscando atores econômicos privados para implementar um projeto de desenvolvimento econômico que seja viável tanto para os comerciantes que já estão na antiga rodoviária, quanto para quem decidir investir e revitalizar esse importante ativo que é uma referência em Campo Grande. Acredito que após a concretização desse plano da antiga rodoviária, o entorno terá uma valorização natural e, consequentemente, uma melhora no desenvolvimento comercial da região.

 

Capital News: Como o senhor define a cidade de Campo Grande, sua economia em geral e seus pontos de entretenimento para população. Quais os três lugares que mais gosta e frequenta com a sua família.

 

Guto: Sempre acreditei muito na valorização do micro e pequeno empresário que corresponde a 99% das empresas. Como sempre estive nesta categoria de empreendedor, tenho conhecimento de causa sobre as dificuldades enfrentadas. E até agora, só vi o município oferecer vantagens e privilégios para os grandes empresários, que são a minoria. Isso tem que mudar. É preciso facilitar a vida do pequeno empreendedor, que é a maioria esmagadora de quem empreende e gera emprego.

 

Em relação aos pontos de entretenimento, eu e minha família gostamos muito da Praça Belmar Fidalgo que é um excelente exemplo de parceria público-privada. Vale destacar que a sua gestão é realizada pelo Sicredi e por isso é uma das praças mais bem cuidadas da cidade. Além disso, gostamos do Mercadão Municipal que deveria ser mais valorizado, pois é um dos principais pontos turísticos da cidade e a Feira Central, que também possui um potencial enorme para aumentar a sua capacidade de atração turística.

 

Conheça o porquê Guto Scarpanti quer ser prefeito da Capital; confira o vídeo 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix