Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 10 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
ENTREVISTA
Sábado, 13 de Novembro de 2021, 13h:15
Tamanho do texto A - A+

Com união conseguiremos reerguer a OAB-MS, diz Rachel Magrini

Candidata a presidência nasceu em uma família de advogados e busca soluções para os problemas da Ordem

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Assessoria

Com união conseguiremos reerguer a OAB-MS, diz Rachel Magrini

Rachel Magrini

Faltando poucos dias para as  eleições na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS), o Capital News está realizando uma série de reportagens com os três candidatos à presidência da ordem dos advogados no Estado.  

 

Rachel de Paula Magrini Sanches, nasceu e cresceu dentro de um fórum, com uma mãe promotora e um pai advogado, ambos na cidade de Dourados, tanto que o ‘ ambiente jurídico sempre foi muito natural’.  “Desde os meus sete anos, eu já sabia que seria advogada, profissão que exerço com muita satisfação há mais de 20 anos”, disse.

 

Sobre esta eleição Rachel relata que se “me sinto verdadeiramente preparada para conduzir nossa Instituição nestes tempos de profundas transformações, mas sei que não farei isso sozinha. Minha candidatura é fruto da união de vários grupos que atuam na oposição, além de várias lideranças que estavam na atual gestão, mas não concordaram com os rumos adotados pelo atual presidente. E é com esta união que conseguiremos reerguer a OAB/MS”. Magrini ainda complementa relatando que “é preciso encarar os fatos e mudar! A OAB precisa se voltar novamente ao advogado e suas reais demandas, enfrentar e agir para mudar este cenário. Discutir o funcionamento do Judiciário e a participação da advocacia na administração da Justiça. Reavivar a luta por nossas prerrogativas, além de recobrar o papel assistencial da OAB e da Caixa de Assistência ao Advogado. Temos a vontade e a coragem para promover a mudança que a advocacia precisa”. 

 

Questionada sobre o papel da OAB-MS,  sobre situações recorrentes em Mato Grosso do Sul, como exemplo a corrupção, Rachel esclarece que “Nossa diretoria está pronta para fazer um diagnóstico e enfrentar todos os problemas que vivemos no dia a dia da advocacia. Vamos ouvir todas as subseções, fazer um diagnóstico completo, e enfrentar com coragem e ações concretas, buscando soluções para os nossos problemas”. Magrini finaliza relatando que “a mudança só vai acontecer com a participação de todos, estamos prontos para construir um novo tempo para a nossa Ordem, com transparência, trabalho e concretizando nossas propostas, que contemplam todos os segmentos da advocacia. Não tenho dúvidas de que faremos história e teremos um triênio com muitos projetos, que contribuíram para o crescimento da advocacia no nosso Estado”, finaliza Rachel. 

 

 

Confira a entrevista na íntegra;

 

Capital News - Qual o seu plano de ação durante esse período de eleição almejando a presidência da OAB-MS?

 

Rachel Magrini - Eu cresci dentro do Fórum, com minha mãe atuando como Promotora e meu pai advogado no município de Dourados. Desde os meus sete anos, eu já sabia que seria advogada, profissão que exerço com muita satisfação há mais de 20 anos.

 

Em minha trajetória, aprendi que sem independência e proteção, o advogado torna-se incapaz de alcançar seu objeto, que é fazer justiça, e a garantia para o pleno exercício da profissão só será possível através de uma OAB forte e atuante, razão pela qual sempre me dediquei à causa da Ordem. Já atuei como Secretária-Geral da OAB/MS e Diretora Geral da Escola Superior de Advocacia (ESA/MS) e, mesmo quando na oposição, sempre defendi a ideia de uma OAB realmente defensora da advocacia, diferente do que vemos no cenário atual. Me sinto verdadeiramente preparada para conduzir nossa Instituição nestes tempos de profundas transformações, mas sei que não farei isso sozinha. Minha candidatura é fruto da união de vários grupos que atuam na oposição, além de várias lideranças que estavam na atual gestão, mas não concordaram com os rumos adotados pelo atual presidente. E é com esta união que conseguiremos reerguer a OAB/MS.

 

Capital News -  Qual o seu objetivo alcançando o cargo de presidente da OAB-MS?

 

Rachel Magrini - Hoje, a maior parcela da advocacia clama por mudança, porque vemos uma OAB/MS totalmente inerte, que não oferece amparo assistencial ou institucional para os advogados de Mato Grosso do Sul. Vemos uma advocacia sofrida, marginalizada pelo Poder Judiciário, nossas prerrogativas violadas, honorários aviltados e custas judiciais e extrajudiciais elevadíssimas.

 

É preciso encarar os fatos e mudar! A OAB precisa se voltar novamente ao advogado e suas reais demandas, enfrentar e agir para mudar este cenário. Discutir o funcionamento do Judiciário e a participação da advocacia na administração da Justiça. Reavivar a luta por nossas prerrogativas, além de recobrar o papel assistencial da OAB e da Caixa de Assistência ao Advogado. Temos a vontade e a coragem para promover a mudança que a advocacia precisa.

 

Capital News -  Qual sua visão sobre a atual situação política vivida em Campo Grande e também no Brasil?

 

Rachel Magrini - Vivemos um momento de mudanças e transições na política, tanto na Capital, quanto no nosso País. A advocacia precisa voltar a ser o farol da sociedade, sempre defendendo a democracia, em contato direto com as demais instituições, discutindo e buscando soluções para os problemas. Precisamos voltar a ocupar o protagonismo que outrora tivemos.

 

Eu sou totalmente contra qualquer vinculação político-partidária da OAB. Pessoalmente, não tenho filiação partidária ou qualquer ligação com partidos de esquerda ou de direita. Meu compromisso sempre foi com a advocacia e com a Constituição. As finalidades da OAB estão descritas em seu Estatuto e todas elas exigem independência institucional, algo fundamental e pelo qual lutarei sempre.

 

Capital News - Qual será o papel social, fiscalizador e defensor da OAB-MS, diante de algumas situações decorrentes no Estado, como corrupção, coibir o exercício do profissional, etc. Como a sua possível diretoria vai se posicionar sobre isso?

 

Rachel Magrini - Nossa diretoria está pronta para fazer um diagnóstico e enfrentar todos os problemas que vivemos no dia a dia da advocacia. Vamos ouvir todas as subseções, fazer um diagnóstico completo, e enfrentar com coragem e ações concretas, buscando soluções para os nossos problemas.

 

A mudança só vai acontecer com a participação de todos, estamos prontos para construir um novo tempo para a nossa Ordem, com transparência, trabalho e concretizando nossas propostas, que contemplam todos os segmentos da advocacia. Não tenho dúvidas de que faremos história e teremos um triênio com muitos projetos, que contribuíram para o crescimento da advocacia no nosso Estado.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix