Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 10 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 10 de Agosto de 2017, 12h:27
Tamanho do texto A - A+

Por ofício entregue durante a Sessão, Presidente do Sindicato de Enfermagem usa tribuna

Impasse entre Santa Casa e Prefeitura gerou paralisação da categoria nos últimos dias na Capital

Flavia Andrade
Capital News

Melissa Schmidt / Capital News

Profissionais da  Santa Casa fazem passeata contra atraso de salários

"Em assembléia definimos que só retornaremos após o depósito dos salários na conta dos servidores", afirma Lázaro Santana

Presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Enfermagem de Campo Grande, Lázaro Santana, solicitou por ofício entregue durante a sessão, o uso da Tribuna na Casa de Leis para falar sobre a atual greve dos enfermeiros da Santa Casa, uma vez que o Sr Esacheu Cipriano Nascimento, presidente da Associação Beneficente de Campo Grande – Santa Casa abriu mão da sua fala, para uma reunião com o presidente da Câmara, vereador Professor João Rocha.

Durante a sua fala o presidente Santana pontuou que, “a Santa Casa teve a pior administração durante os anos de 2005 a 2013. A prefeitura já esteve na Santa Casa e durante esse período não tivemos incentivo salarial. No último dia 06 de janeiro tivemos uma reunião com o prefeito, para tratar da falta de pagamento referente ao mês, uma vez que ainda não havíamos recebido o nosso salário. Desde o mês de maio estamos em negociação com o prefeito Marcos Trad, porém com esse impasse político entre a Prefeitura e a Santa Casa, não conseguimos definir a situação da categoria”, pontua Santana.



Ao discorrer sobre a situação dos enfermeiros, “Para atender a um paciente, temos que ter paz de espírito, saber que a nossa família está bem e com essa situação não conseguimos. A questão política deixaremos para a Câmara e a Prefeitura”, afirma Lázaro.

Sobre o vídeo divulgado pelo prefeito na última semana, onde o mesmo solicita um presente a Capital, uma vez que estamos no mês de comemoração aos 118 anos de Campo Grande, Lázaro destaca que, “O presente que o prefeito pediu no vídeo semana passada é o que queremos, resolvam a situação do contrato para que possamos trabalhar com qualidade”, destaca.

Ao ser questionado sobre o fim da paralisação, o presidente enfatiza que, “Hoje pela manhã, após sermos informados do repasse realizado a Santa Casa, realizamos uma assembléia onde ficou definido que, só iremos voltar as atividades após o depósito ser realizado na conta do trabalhador”, conclui presidente do sindicato.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix