Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Reportagem Especial
Sexta-Feira, 11 de Outubro de 2019, 14h:52
Tamanho do texto A - A+

Libaneses fazem parte da cultura sul-mato-grossense

De mascate a grandes lojistas, um povo de muito importante na área comercial

Laryssa Maier
Capital News

 

PMRP

Libaneses fazem parte da cultura sul-mato-grossense

..

Mato Grosso do Sul completa 42 anos, a qual nesse curto período acarretou milhares de histórias e culturas.  Uma das culturas que ajudaram a construir a história do Estado foram os Libaneses, a maioria dele vieram de Corumbá, por onde chegaram pelo então porto comercial de Mato Grosso, outros, chegaram pela Estrada de Ferro da Noroeste do Brasil, a qual muitos deles ajudaram a construir.

 

Estima-se que no Brasil existam 12 milhões de libaneses e descendentes, Mato Grosso do Sul seria o 4º Estado com o maior número, conforme estimativa da Federação Nacional das Entidades Líbano-Brasileira em Mato Grosso do Sul.

 

Com tantos libaneses no Mato Grosso do Sul, não haveria como não ter tantas pessoas ilustres nas mais diversas áreas, povo alegre, cativante, receptivo e com talento para os negócios.

 

Muitos deles vindo de Corumbá, por onde chegaram pelo então porto comercial de Mato Grosso. Outros, chegaram pela Estrada de Ferro da Noroeste do Brasil, a qual muitos ajudaram a construir.

 

De mascates a grandes lojistas, os primeiros árabes que aqui chegaram tiveram um papel muito importante na difusão do comércio. Registros históricos apontam que em 1933, pouco mais de 20 anos desde o primeiro registro da chegada deste povo, 90% das lojas existentes nas ruas 14 de julho e Calógeras, eram pertencentes aos árabes, em sua grande maioria, libaneses e seus descendentes que até hoje estão por ali.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix