Campo Grande/MS, Sábado, 30 de Maio de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Terça-Feira, 14 de Abril de 2020, 12h:33
Tamanho do texto A - A+

Mulher Cristã em tempo de crise

Por Alice de Jesus* e Viviane Vaz**

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

E o rei do Egito falou às parteiras das hebréias (das quais o nome de uma era Sifrá, e o da outra Puá), E disse: ‘Quando ajudar a dar à luz às hebréias, e as virdes sobre os assentos, se for filho, matai-o; mas se for filha, então viva.’
As parteiras, porém, temeram a Deus e não fizeram como o rei do Egito lhes dissera, antes conservavam os meninos com vida.
Então o rei do Egito chamou as parteiras e disse-lhes: ‘Por que fizestes isto, deixando os meninos com vida?’ E as parteiras disseram a Faraó: ‘É que as mulheres hebréias não são como as egípcias; porque são vivas, e já têm dado à luz antes que a parteira venha a elas.’
Portanto Deus fez bem às parteiras. E o povo se aumentou, e se fortaleceu muito.
Êxodo 1:15-20

Divulgação

Alice de Jesus - Artigo

Alice de Jesus Dias da Silva

 

Uma parteira citada na Bíblia foi tão corajosa que a ponto de enfrentar Faraó, diante da proibição, Puá se destacou quando ele falou para as duas que não era pra deixar nascer os meninos, ordenando que matasse os meninos.

A atitude dessas duas mulheres que temiam a Deus demonstra que no meio de uma grande crise envolvendo risco de morte podemos sair ainda mais fortalecidos. Desobedeceram a ordem de um homem que não era temente a Deus e decidiram obedecer a Deus.

Diante do que está acontecendo nesse tempo difícil em que o medo anda afrontando a população, principalmente as mulheres, pq são mais sensíveis nesse tempo de crise que o mundo está passando, todos estamos numa mesma base todos iguais.

Importante que nesse momento as mulheres possam encorajar outras mulheres a serem fortes e obedientes. Não podemos duvidar do que Deus pode fazer por nós. Quando as notícias e estatísticas nos assustam e muitas vezes não sabemos qual voz ouvir, qual é realmente a verdade, precisamos saber o que está no nosso controle e trabalhar com a sua realidade atual.

Divulgação

Viviane Vaz - Artigo

Viviane Machado de Melo Vaz


Pesquisas demonstram que 75% das pessoas expostas a uma situação traumática precisam ser muito bem avaliadas quanto à possibilidade de apresentarem distúrbios psíquicos com comorbidades associadas tais como: depressão, ansiedade, fobia, abuso de drogas e álcool (Freedy, Saladin, Kilpatrick, Resnick & Saunders, 1994; Giel, 1990; Green, 1994)

Como enfrentar o medo durante a crise:
Busque a maturidade - tem que ser nosso alvo, um processo contínuo que pode demorar mas ele chega e então não se sente mais tão amedrontada diante dos desafios. Uma firmeza no coração de quem nós somos e quem servimos. E é ela que vai nos fortalecer para enfrentar os problemas que vem pela frente.

Seja Confiante -

Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria; ainda que a guerra se levantasse contra mim, nisto confiaria.Salmos 27:3

 

Não podemos permitir que o nosso emocional venha coordenar nossa vida, temos que ser direcionados pela palavra de Deus que transforma nossa vida. Temos que ter nossa fé firmada na rocha através da verbalização das verdades bíblicas.

Seja Prudente -
Enquanto mulher cristã não podemos “deixar a vida nos levar”, temos que buscar a sensatez! O conhecimento quando buscado no local certo produz sensatez. Cuidando das coisas que estão no seu controle, auto-cuidados com a higienização, seguir as orientações dos órgãos competentes. Peça a Deus sabedoria quando não souber como agir.

 

Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo. E cinco delas eram prudentes, e cinco loucas.
As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo.
Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas.
Mateus 25:1-4

 

Como posso me posicionar diante das crises?

1.    Enfrentando o medo com a fé.
2.    Dominando seu EU através do Espírito Santo.
3.    Declare a palavra de Deus, as verdades sobre quem você nele e sobre Deus.
4.    Temos que nos levantar contra toda mentira de satanas
5.    Sensível às necessidades das pessoas ao seu redor.
6.    Aprenda as lições que a crise tem para te ensinar.
7.    Seja aberto para se adaptar às mudanças de rotina sem perder o foco.

 

O diabo usa como estratégia o cheiro de morte e busca nos confundir cansando com as suas ladainhas. E o nosso Deus é o único poderoso suficiente para vencer a própria morte, um Deus de Luz que dissipa as trevas. Importante lembrar que a crise é caracterizada por um período de tempo e que depois passa, lembre-se de que isso vai passar e decida como você vai estar após a crise passar.

 

 

*Viviane Machado de Melo Vaz
Casada, Mãe de dois meninos, Missionária da Primeira Igreja Batista, Psicanalista clínica, Escritora, Coordenadora do Projeto NOVA.

 

**Alice de Jesus Dias da Silva
Casada, mãe de dois filhos, Missionária, Intercessora, terapeuta pastoral, Coordenadora de rede de intercessores da Ig. Batista Memorial, faz parte da rede Soldados da Paz da Nação Brasileira.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix