Campo Grande/MS, Sábado, 26 de Maio de 2018 | 00:26
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 08 de Maio de 2018, 17h:30
Tamanho do texto A - A+

Campanha contra abuso e exploração sexual infantil é lançada

Mato Grosso do Sul é o segundo no ranking nacional em casos de abuso e exploração sexual contra jovens

Esthéfanie Vila Maior
Capital News

Denilson Secreta

Campanha de combate ao abuso e exploração sexual infantil é lançada

Deputado estadual, Herculano Borges; governador, Reinaldo Azambuja; e primeira-dama, Fátima Azambuja

 

A campanha Maio Laranja, de combate ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, foi lançada nesta terça-feira (08). Com o tema “O Amor é a Maior Proteção”, o intuito é diminuir os índices de violência através da conscientização coletiva. 

 

Durante o mês, haverá uma programação especial em todo o Mato Grosso do Sul, com realização de audiência pública, palestras em instituições de ensino e divulgação de conteúdos específicos sobre o tema. Um dos destaques, é a cartilha “A culpa não é minha”, que de maneira didática mostra aos jovens como identificar e denunciar os abusos. O material também pode ser acessado online. 

 

A publicação, de autoria de Viviane Vaz, conta a história da personagem Clara, abusada por um membro da própria família. A narrativa mostra as angústias da menina, as alterações em seu comportamento e a iniciativa em contar o abuso a alguém de sua confiança. “Precisamos conversar com nossas crianças e acreditar naquilo que elas nos dizem, pois muitos ainda não acreditam”, explicou a autora, que também é coordenadora do Projeto Nova – instituição que promove ações para ajudar pessoas envolvidas na exploração sexual, vitimizadas pela violência (física, sexual e psicológica), expostas a drogas, entre outras situações.

 

O governador Reinaldo Azambuja solicitou que a cartilha seja utilizada de forma extensiva nas escolas. “Mato Grosso do Sul tem uma triste estatística com relação ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Somos o primeiro estado em números de estupros e 85% dessas vítimas são jovens. Precisamos virar essa página, para isso coloco o governo a disposição. Também é preciso que toda a sociedade, junto com o poder público, ajude a combater essa realidade”, afirmou.

 

O autor da campanha Maio Laranja, deputado estadual Herculano Borges, afirmou que a Campanha pretende estimular que as crianças façam as denúncias e que os pais aprendam a identificar os casos de agressão. “Estamos lidando com um crime silencioso. Números alarmantes mostram que a cada oito minutos uma criança é abusada no Brasil, 80% dos crimes ocorrem em ambiente familiar e apenas 2% dos delitos são denunciados”.

 

A lei 5.118, de 12 de janeiro de 2017, incluiu no calendário estadual o mês Maio Laranja e instituiu 18 de maio como o Dia Estadual de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças. A data é a mesma do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil. 

 

Dados

Somente em 2017, foram registrados 54,4 casos de abuso e exploração sexual contra jovens a cada 100 mil habitantes em MS, o que levou o estado a ocupar a segunda posição no ranking nacional, ficando atrás apenas do Distrito Federal.

 

Para denunciar casos de abuso e exploração sexual disque 100.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix