Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 06 de Agosto de 2020, 14h:13
Tamanho do texto A - A+

Delegado preso na Omertá ganha liberdade

Márcio Shiro Obara foi preso em junho, acusado de esconder provas de assassinato

Elaine Silva
Capital News

O delegado Márcio Shiro Obara, ganhou liberdade com uso de tornozeleira. A decisão foi 1ª Vara Criminal de Campo Grande. Obara foi preso na 3ª fase da Operação Omertà, acusado de esconder provas sobre o assassinato do policial militar  reformado, Ilson Martins de Figueiredo, ocorrido em 11 de junho de 2018.

 

Para ganhar a liberdade, Obará também terá que pagar uma finça de 25 salários mínimos que equivale, R$ 26,125 mil e usar a tornozeleira por 180 dias. Ele também está proibido de retornar as suas funções e usar  armas de fogo. Ele poderá retornar as atividades de forma administrativ Márcio também vai ter que cumprir medidas cautelares, sendo comparecer ao juiz e não manter contato com testemunhas da operação Omertá.

 

Operação 

A operação Omertà tem como foco é uma organização criminosa atuante na prática dos crimes de homicídio, milícia armada, corrupção ativa e passiva, dentre outros.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix