Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 17 de Setembro de 2018, 16h:04
Tamanho do texto A - A+

Após fim do prazo de prisão, alvos de investigação são liberados

A Polícia Federal ainda aguarda a apresentação do corretor de gado investigado pela operação

Leonardo Barbosa
Capital News

Leonardo Barbosa/Capital News

Presos na Vostok estão divididos em três presídios da capital

Todos os presos estavam em unidades prisionais na capital

Os 13 investigados pela Operação Vostok que foram presos pela Polícia Federal na última quarta-feira (12), foram liberados pela justiça na tarde deste domingo (16). Entre os detidos, estavam o filho do governador, Rodrigo Souza e Silva e o deputado estadual Zé Teixeira (DEM).

 

A liberação ocorreu graças ao fim do prazo de prisão temporária que previa 5 dias de detenção dos investigados. Da lista de mandatos a serem cumpridos, apenas um não foi executado, contra o corretor de gado José Ricardo Guitti Guimaro, o Polaco, que ficou de se apresentar à Polícia Federal em Brasília neste domingo, mas não cumpriu a promessa até o momento. Espera-se que ele se apresente ainda nesta segunda-feira (17).

 

Operação

A Operação Vostok tem objetivo de combater um esquema de pagamento de propina a representantes da cúpula dos Poderes Executivo e Legislativo estaduais, além do Tribunal de Contas do Estado, no Mato Grosso do Sul.

 

As investigações foram iniciadas no início deste ano, tendo por base os termos de colaboração premiada de executivos de uma grande empresa do ramo frigorífico. Os colaboradores detalharam os procedimentos adotados junto ao Governo do Estado para a obtenção de benefícios fiscais em Termos de Ajustes de Regimento Especial (Tares).

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix