Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Terça-Feira, 03 de Setembro de 2019, 10h:53
Tamanho do texto A - A+

Polícia Federal ouve envolvidos na operação Vostok

Em primeira fase operação teve um dos alvos o governador Reinaldo Azambuja

Elaine Silva
Capital News

Arquivo/Capital News

PF divulga balanço da operação com 41 buscas e 13 prisões cumpridas

Operação Vostok foi deflagrada em setembro 2018

A Polícia Federal deflagrou hoje (3) um desdobramento da Operação VOSTOK, ocorrida em setembro de 2018, que teve como um dos alvos o Governador do Estado Reinaldo Azambuja (PSDB) e o seu filho Rodrigo de Souza e Silva. O desdobramento é um esforço coordenado para a realização de diligências relacionadas às medidas cautelares de busca e apreensão, afastamento de sigilos telefônicos e bancários decretados pelo Superior Tribunal de Justiça(STJ).

 

Para a equipe de reportagem do Capital News, o advogado de Azambuja, Gustavo Passarelli, informou que o governador não foi intimado e nem seu filho. Os intimados terão as suas oitivas formalizadas nos Estados de São Paulo, Paraná, Ceará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A maior parte das oitivas está sendo realizada na cidade de Campo Grande/MS.

A investigação teve origem no acordo de colaboração dos executivos de conglomerado de empresas com destacada atuação no ramo de alimentos e apura um suposto esquema de corrupção na concessão de benefícios fiscais pelo governo do estado de Mato Grosso do Sul nos anos de 2015 e 2016, conforme a nota da Polícia Federal.

Presos
Em setembro de 2018, foram cumpridos 13 mandados de prisão temporária. Rodrigo Souza e Silva – filho de Reinaldo; Ivanildo da Cunha Miranda – pecuarista, empresário e delator; João Roberto Baird – empresário dono de empresa de informática; Jose Ricardo Guitti Guimaro – conhecido como Poloco e corretor de gado; Antonio Celso Cortez – empresário dono de empresa de informática; Elvio Rodrigues – pecuarista; Francisco Carlos Freire de Oliveira – nome apontado como emissor de notas frias; José Roberto Teixeira – deputado Zé Teixeira; Marcio Campos Monteiro – ex-deputado e conselheiro do Tribunal de Contas; Miltro Rodrigues Pereira – pecuarista; Nelson Cintra Ribeiro – ex-presidente da Fundação de Turismo do Estado; Osvane Aparecido Ramos – ex-prefeito de Dois Irmãos e ex-deputado estadual; Rubens Massahiro Matsuda – empresário e Zelito Alves Ribeiro – pecuarista e ex-coordenador regional da Casa Civil.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix